Logística

Ferrovias

As ferrovias operadas pela Vale estão entre os grandes diferenciais competitivos da empresa. No Brasil, onde estão nossos maiores sistemas de mineração, operamos aproximadamente 10 mil quilômetros de malha ferroviária, e temos acordos para utilizar linhas em países da África e na Argentina.

Por meio da VLI, Valor Logística Integrada, também prestamos serviços de logística a terceiros. Operamos ainda trens de passageiros de longa distância em dois trechos importantes no país.

Para reforçar essa competitividade e sustentar a expansão de nossas operações, desenvolvemos projetos para o aumento da capacidade das ferrovias.

Conheça nossas principais ferrovias e projetos de expansão ferroviária:

  • Estrada de Ferro Vitória a Minas

    Brasil Brasil

  • Estrada de Ferro Carajás

    Brasil Brasil

Projetos

  • Duplicação da EFC

    Brasil Brasil

  • Corredor Nacala

    Moçambique Moçambique

  • Estrada de Ferro Vitória a Minas

    País: Brasil
    Extensão: 905 quilômetros
    Principais pontos conectados: Operações de minério de ferro do interior de Minas Gerais ao Porto de Tubarão, no Espírito Santo
    Cargas transportadas: Minério de ferro da Vale e carga geral para terceiros (carvão e produtos agrícolas)

    Opera serviço de trem de passageiros utilizado anualmente por 1 milhão de pessoas

  • Estrada de Ferro Carajás

    País: Brasil
    Extensão: 892 quilômetros
    Principais pontos conectados: Minas de Carajás, no Pará, ao Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, no Maranhão
    Cargas transportadas: Minério de ferro, ferro-gusa, manganês, cobre, combustíveis e carvão

    Opera serviço de trem de passageiros utilizado anualmente por 350 mil pessoas

  • Duplicação da Estrada de Ferro Carajás

    País: Brasil
    Descrição: Este projeto prevê aumentar de 130 milhões de toneladas métricas por ano (mtpa) para 150 mtpa a capacidade de transporte e escoamento das minas de Carajás, no Pará. Para isso, a Vale vai duplicar 115 quilômetros da Estrada de Ferro Carajás, comprar locomotivas e vagões e construir o quarto píer do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira

  • Corredor Nacala

    País: Moçambique
    Descrição: Com o objetivo de ligar a mina de carvão Moatize a Nacala-à-Velha, onde a Vale construirá um porto marítimo de águas profundas, reabilitaremos 682 quilômetros de ferrovias já existentes e construiremos um novo trecho de 230 quilômetros. O corredor atravessará o sul do Malaui, país vizinho a Moçambique

​​​​​