EFC e EFVM são reconhecidas como líderes nacionais em desempenho socioambiental

Sobre a Vale

11/11/2020

EFC e EFVM são reconhecidas como líderes nacionais em desempenho socioambiental

A Estrada de Ferro Carajás e a Estrada de Ferro Vitória-Minas foram reconhecidas como 1ª e 2ª colocadas no Índice de Desempenho Ambiental (IDA) do Ministério da Infraestrutura, por meio do Via Viva – Seminário Socioambiental em Infraestrutura de Transportes. A lista avalia ações sustentáveis e de proteção ao meio ambiente, considerando as dimensões: governança, cultura e comunidades, eficiência energética, emissões, águas e efluentes, resíduos sólidos, biodiversidade, passivos e acidentes ambientais.

Saiba o que a Vale tem feito para crescer cada vez mais como uma operação sustentável:

Evoluir juntamente com as comunidades

Pelas ferrovias, são transportadas milhares de pessoas por ano nos trens de passageiros. Mais do que conectar cidades, eles ligam histórias e propósitos em municípios do Maranhão, do Pará, do Espírito Santo e de Minas Gerais. A Vale mantém um diálogo próximo e aberto com as comunidades, apoiando negócios e projetos de geração de renda, educação, saúde, cultura e desenvolvimento.

Conheça outras iniciativas nas comunidades

Busca de inovações que gerem impacto positivo ao meio ambiente

A empresa estreou a locomotiva 100% elétrica na Estrada de Ferro Vitória-Minas e implantou trens semiautomáticos na Estrada de Ferro Carajás. O objetivo é reduzir 33% das emissões de carbono até 2030 e 100% até 2050. Outras iniciativas – como a preservação e a recuperação de florestas nativas, a utilização de caminhões autônomos, o uso de combustíveis renováveis e fontes micro-ondas em processos operacionais, por exemplo – também têm se destacado nesse propósito. Os investimentos em melhoria operacional e tecnologia são contínuos, com foco em segurança e sustentabilidade.

Saiba mais sobre as iniciativas e metas ambientais.

Mina, ferrovia e porto: integrados como um grande time em busca da excelência

Os resultados positivos demonstram a força de do trabalho em prol de um grande objetivo: transformar recursos naturais em prosperidade e desenvolvimento sustentável. Mina, ferrovia e porto completam-se como uma grande equipe em busca da excelência. Vale lembrar que, em 2019, o Terminal Marítimo Ponta da Madeira (TMPM), em São Luís (MA), e o Terminal da Ilha Guaíba, no Rio de Janeiro, alcançaram respectivamente o 1º e o 3º lugar no mesmo ranking do Índice de Desempenho Ambiental (IDA), na categoria Terminais de Uso Privado brasileiros. Neste ano, o TMPM ficou novamente entre os três com melhor atuação, na 2ª colocação nacional. Os resultados apontam que as práticas ambientais adotadas estão no caminho certo e nos incentivam a continuar buscando o aperfeiçoamento contínuo.

​​

EFC e EFVM são reconhecidas como líderes nacionais em desempenho socioambiental