site facebook Jovens do Pará e Maranhão iniciam formação profissional com apoio da Vale

Sobre a Vale

08/03/2021

Jovens do Pará e Maranhão iniciam formação profissional com apoio da Vale

Cerca de 650 jovens do Pará e Maranhão, participaram virtualmente da aula inaugural do Programa Formação Profissional (PFP) promovido pela Vale. O número expressivo é recorde do programa, assim como o de mulheres participantes, que somam 546 vagas e integram o esforço da companhia em aumentar a participação feminina em suas operações, passando de 13% para 26% até 2030.

O PFP, realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), é um dos principais programas portas de entrada para a empresa que desde 2004 busca diminuir as lacunas entre a oferta de vagas de trabalho e a escassez de mão de obra qualificada.

Dividido em duas fases, esta edição do PFP terá 18 meses de duração. A fase teórica, realizada no Senai em até seis meses, será ministrada de forma presencial e também virtual, respeitando os protocolos de segurança e de combate a pandemia da Covid-19. A fase prática, com um ano de duração, será nas unidades da Vale em São Luis e Açailândia (MA); e Marabá, Parauapebas e Curionópolis (PA).

A gerente do Senai de São Luís, Sheherazade Bastos, destacou o rigor das medidas sanitárias adotadas em decorrência da Covid-19 como a formação das turmas com no máximo 20 alunos. "Seguiremos todas as diretrizes da OMS, com disponibilização de álcool gel, máscaras, lavatórios ao longo da unidade, além de realizarmos a aferição de temperatura na chegada dos alunos. Na etapa de laboratório faremos grupos menores de até 7 alunos escalonados durante a semana", ressaltou Bastos enaltecendo ainda a parceria com a Vale para investimentos na formação de mão de obra qualificada mesmo num cenário de crise. "Nosso objetivo é formar jovens e a Vale é uma grande parceira que contribui com o nosso propósito", agradeceu.

A trainee Neuziane Fernandes, de 24 anos, conta que essa oportunidade representa um sonho perseguido desde 2014 e que se sente feliz por fazer parte de uma turma totalmente feminina. "Estou ansiosa para começar, poder me destacar e conquistar meu espaço. Me sinto muito feliz também por ter essa oportunidade e ser mais uma mulher num universo tão restrito e masculino que é o da mineração" agradeceu Neuziane que se prepara para ser uma técnica de via permanente e poder atuar na operação ferroviária.

Segundo Saulo Prazeses, gerente de Recursos Humanos da Vale, a empresa está avançando para alcançar a meta de ampliação da presença feminina nas suas operações. "Esta iniciativa faz parte da estratégia para ampliar a diversidade e inclusão de pessoas com deficiência e mulheres na operações. Até 2030 devemos ter 26% de mulheres entre nossos empregados. Hoje recebemos um grupo de mais de 500 trainees, que já se tornou um dos maiores grupos de mulheres a ingressar nas operações do Pará e do Maranhão", comenta.

Os dias de artesã de Juliana Canário de Brito Silva Ferreira, 26 anos e moradora de Parauapebas, chegaram ao fim. Pelo menos como sua atividade principal de renda. Ela, que tem baixa visão, está entre as mulheres que iniciam esta semana o curso de trainee operacional dentro do PFP. "Recebemos uma oportunidade de formação para o mercado de trabalho e uma carreira profissional. Inicia um novo ciclo que a empresa está trazendo. Eu me sinto realizada. É a primeira vez que minha carteira está sendo assinada e estou muito empolgada para iniciar esse curso e as expectativas são as melhores possíveis".

Portas de Entrada

O Programa Formação Profissional é um dos programas Porta de Entrada da Vale e tem como objetivo preparar profissionais para o mercado de trabalho. Entre outras iniciativas de capacitação estão: Jovem Aprendiz e Estágio, nas modalidades, regular, técnico e de 40 horas.

​​​

Jovens do Pará e Maranhão iniciam formação profissional com apoio da Vale