Presidente da Vale volta a Brumadinho e anuncia plano para criar novo padrão de segurança nas barragens

Sobre a Vale

28/01/2019

Presidente da Vale volta a Brumadinho e anuncia plano para criar novo padrão de segurança nas barragens

De volta a Brumadinho, presidente da Vale reitera ajuda à comunidade e anuncia plano para criar novo padrão de segurança nas barragens

Brumadinho (27/01/2019) - Após um alerta de nível 2 na manhã deste domingo (27) na Barragem VI da Mina Córrego do Feijão, o diretor-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, voltou hoje a Brumadinho (MG) para acompanhar o trabalho de apoio aos atingidos pelo rompimento da Barragem I, ocorrido na última sexta-feira.

 

O executivo sobrevoou novamente de helicóptero a região do acidente, no início da tarde, e esteve no Centro de Comando, na Faculdade ASA, em Brumadinho. O presidente da Vale conversou com as equipes de funcionários, voluntários, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, além de autoridades locais.

Por volta das 15h, a Defesa Civil baixou a classificação de criticidade da Barragem VI para nível 1 - com isso, as pessoas que tinham deixado as suas casas foram autorizadas pela Defesa Civil a retornar e a as buscas por desaparecidos foram retomadas.

"Impossível vir aqui e não ficar emocionado com a tristeza da situação e o esforço sobre-humano de todos para tentar ajudar. Da nossa parte, a Vale está colocando tudo o que ela tem à disposição, todos os recursos materiais e humanos, sem limites", afirmou o presidente da Vale.

No sábado, um dia após o rompimento, Fabio Schvartsman havia feito um sobrevoo na região e se reunido com representantes dos governos estadual e federal para avaliar as medidas de apoio ao resgate e atendimento às vítimas e seus familiares.

Novo padrão de segurança

Fabio Schvartsman afirmou em Brumadinho que a Vale criou um grupo de trabalho que nos próximos dias apresentará um plano para elevar o padrão de segurança das barragens da empresa. O objetivo, segundo ele, é superar os parâmetros mais rigorosos existentes hoje no Brasil e no mundo.

 

"Me parece que só tem uma solução: nós temos que ir além de qualquer norma, nacional ou internacional. Nós vamos criar um colchão se segurança bastante superior ao que existe hoje", afirmou o executivo.


Veja outras notícias

Presidente da Vale volta a Brumadinho e anuncia plano para criar novo padrão de segurança nas barragens