Vale atualiza sobre ações preventivas em relação ao coronavírus em Portos Sul

Sobre a Vale

26/03/2020

Vale atualiza sobre ações preventivas em relação ao coronavírus em Portos Sul

A Vale vem tomando todas as medidas necessárias para reforçar a prevenção e evitar a propagação do coronavírus (Covid-19) em seus locais de trabalho e nas localidades onde atua. A empresa adotou uma série de ações com o objetivo de reduzir a presença do efetivo administrativo e operacional em suas unidades, de forma a manter apenas os serviços essenciais.

Além do trabalho remoto adotado desde o dia 16 de março para empregados próprios e terceirizados cujas funções são elegíveis a home office e para empregados dos grupos de risco, conforme orientação do Ministério da Saúde, a empresa colocou em prática uma série de ações destinadas a evitar aglomerações, como o rodízio de empregados e a redução da quantidade de pessoas nas portarias, nos ônibus, embarcações e nos restaurantes de suas operações.

Nas portarias, foram reforçadas as restrições de acesso, mantendo-se a entrada apenas de fornecedores considerados essenciais (alimentação, água, transportes, entre outros). Também é realizada a triagem de todos os empregados, que devem responder diariamente, ainda em casa, a um questionário que indica possíveis sintomas. Na hipótese de ser identificado algum sintoma gripal, o empregado recebe recomendação para ficar em casa por 14 dias.

Nos restaurantes, a Vale adotou medidas para aumentar o distanciamento social, como a marcação de mesas para orientar a ocupação, além do reforço de limpeza de mesas e distribuição de marmitas e talheres descartáveis, com o objetivo de evitar possíveis focos de contaminação nos utensílios. Protocolos de limpeza e desinfecção das áreas comuns seguem as recomendações técnicas aplicáveis.

Além disso, todas as visitas às instalações da empresa em Mangaratiba e Itaguaí foram suspensas por tempo indeterminado. Da mesma forma, foi suspensa a visitação à Fazenda Marinha.

A Vale mantém ainda constante contato com as empresas fornecedoras para reforçar as orientações de prevenção e garantir a segurança de todos. A empresa também anunciou, nessa terça-feira (24/3), uma série de medidas de suporte para seus fornecedores e parceiros durante a crise provocada pela pandemia do coronavírus. A estimativa é que a empresa injete cerca de R$ 160 milhões na economia nos próximos dias somente com a antecipação de pagamentos para pequenas e médias empresas.

"A Vale adotou medidas de prevenção, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, com o objetivo de evitar a propagação do Covid-19. Intensificamos a higienização dos locais de trabalho, reduzimos a quantidade de pessoas trabalhando nas operações com o objetivo de evitar aglomerações, diminuímos a quantidade de pessoas presentes em ônibus e em embarcações. Desde o dia 16 de março, empregados cujas funções permitem atuação por meio de home office, passaram a trabalhar de forma remota. Estamos empenhados em assegurar condições de trabalho adequadas para o contingente mínimo de trabalhadores que continuam exercendo suas atividades nas unidades operacionais", diz o gerente executivo do Terminal da Ilha Guaíba (TIG) e da Companhia Portuária Baía de Sepetiba (CPBS), Walter Pinheiro.


Vale atualiza sobre ações preventivas em relação ao coronavírus em Portos Sul