Sobre a Vale

05/08/2022

Aos 50 anos, Projeto Aquarius volta ao Rio de Janeiro com concerto da OSB

Com o lema de democratizar a música clássica e a cultura, o Projeto Aquarius, criado em 1972 pelo jornal O Globo, está de volta ao Rio de Janeiro levando grandes concertos ao público. A volta do projeto está marcada para este sábado, 6 de agosto, às 17h, na Praça Mauá. De forma gratuita, as pessoas poderão desfrutar da apresentação da Orquesta Sinfônica Brasileira com participações especiais. 

O "passinho" já está com a presença marcada no evento. Ao som de uma improvisação rítmica, executada pelo naipe de percussão da orquestra, os dançarinos do grupo Oz Crias realizarão uma performance que promete levantar o público. Será o encontro entre a tradição da OSB e a juventude genuinamente carioca. Formado por moradores da Rocinha, Lins e Vila Isabel, o grupo utiliza referências do pop e do funk da favela na criação de suas coreografias. Ainda, os fãs da música popular brasileira poderão desfrutar da participação especial do aclamado cantor Lenine. 

Idealizado pelo jornalista Roberto Marinho (1904-2003), por Péricles de Barros (1935-2005), então gerente de Promoções do GLOBO, e pelo maestro brasileiro Isaac Karabtchevsky, o projeto voltado à formação de público e inclusão cultural revolucionou o consumo de música clássica no Brasil, rompendo o estigma de que música de concerto não encontraria público fora de casas como Theatro Municipal e Sala Cecília Meireles.

Grupo de músicos clássicos, com homens e mulheres, aparecem de perfil tocando instrumentos de cordas e olhando partituras. Todos vestem preto.
Crédito: Mariana Andrade - fotógrafa da OSB
Grupo de músicos clássicos, com homens e mulheres, aparecem de frente tocando instrumentos de cordas e sopro, com partituras a sua frente. Estão sentados em um palco com chão de madeira. A frente deles está o maestro. Todos vestem preto.
Crédito: Mariana Andrade - fotógrafa da OSB
Um homem, vestido roupas pretas de gala e óculos, rege uma orquestra de músicos, também usando roupas pretas. Os músicos tocam instrumentos de cordas e olham para suas partituras a frente de seus corpos.
Crédito: Mariana Andrade - fotógrafa da OSB
Um homem, que aparece de frente para a foto, vestido roupas pretas de gala e óculos, rege uma orquestra de músicos, também usando roupas pretas.
Crédito: Mariana Andrade - fotógrafa da OSB

Ao longo de suas 43 edições, o evento levou centenas de espetáculos a diferentes cidades do Brasil, reunindo milhares de pessoas em ambientes ao ar livre para desfrutar dos sucessos da música clássica, como a apresentação de “Eros-Thanatos”, balé do coreógrafo francês Maurice Béjart, no Maracanãzinho, em 1981; a montagem da ópera “Aída”, de Verdi, que, com duas horas de duração e cantada em italiano, foi vista por 200 mil pessoas na Quinta, em 1986; e o Balé Bolshoi com “Don Quixote” em 1989, diante de 180 mil espectadores, também na Quinta.

Ainda, o Aquarius promoveu concertos inovadores com fusões de diversos gêneros musicais, como em 2015, na 43ª edição do Aquarius, em que a plateia presente na Cinelândia vibrou com as participações da bateria da Mangueira e do Dream Team do Passinho. “O Aquarius é um dos maiores orgulhos da história do GLOBO. Há 50 anos, com criatividade e inovação, ele mostra que é possível levar erudição para grandes plateias”, destaca Alan Gripp, diretor de redação do GLOBO. “O projeto já teve rock, samba, funk e fusões criadas especialmente para o público. Milhares de pessoas tiveram seu primeiro contato com a música clássica pelo Aquarius”, completa.

É com orgulho que o Instituto Cultural Vale se junta ao Projeto Aquarius em seus 50 anos, reafirmando que a música de concerto deve ir além. Ela é de todos e para todos. São ações como esta, em espaços abertos e inesperados, sem distinções, que refletem, a cada acorde, o poder transformador da cultura na vida das pessoas

afirma Hugo Barreto, Diretor-Presidente.

Estamos muito felizes com essa parceria. O patrocínio ao projeto Aquarius é uma excelente oportunidade de conectar a nossa marca com a sociedade e o público carioca. Ele traz múltiplas oportunidades, reforça a nossa imagem e ainda contribui para levar a música erudita a um público diverso

explica Leo Burgos, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios e Marketing da Vibra.

O patrocínio da Vibra ao evento faz parte do movimento da companhia em retomar o incentivo à cultura e ao entretenimento. A iniciativa visa, além de fortalecer a base de atuação da Vibra no mercado e incentivar as artes, também apresentar ao público sua nova marca corporativa em uma experiência de conexão com as pessoas através da energia da música e cultura. 

Retomar o Aquarius é motivo de imensa alegria para a Orquestra Sinfônica Brasileira. Nunca foi tão simbólico extrapolar os limites das salas de concerto e levar música a milhares de pessoas, resgatando esse fundamental projeto na memória afetiva do Rio de Janeiro e dos cariocas. Estamos preparando um repertório que promete emocionar, com uma linha do tempo do projeto, com obras que marcaram história em alguns dos memoriáveis concertos do Aquarius.

Ana Flávia Cabral Souza Leite, Vice-Presidente da Fundação OSB, expressa a emoção da OSB com a volta do projeto

O histórico pujante e o potencial artístico do Projeto Aquarius, que cria salas de espetáculo ao ar livre e há 50 anos forma uma plateia de amantes da música clássica, comprovam que o erudito também pode ser popular.

Orgulhosamente, a Fecomércio RJ por meio do Sesc apoia esta brilhante iniciativa que reforça nosso papel social de conectar pessoas, exaltar a diversidade e fortalecer a cultura fluminense

celebra Antonio Florencio de Queiroz Junior, presidente do Sistema Fecomércio RJ.

O Aquarius é uma realização do GLOBO, com apresentação das empresas Vale e Vibra; patrocínio do governo do Estado do Rio de Janeiro e da secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura; apoio do Sesc-RJ; e parceria da Orquestra Sinfônica Brasileira.

​​

Aos 50 anos, Projeto Aquarius volta ao Rio de Janeiro com concerto da OSB