Após 34 anos, espécie rara de falcão é vista na Reserva Natural Vale

Sobre a Vale

15/07/2013

Após 34 anos, espécie rara de falcão é vista na Reserva Natural Vale

O falcão-críptico (Micrastur mintoni), espécie que quase foi considerada extinta no bioma Mata Atlântica, foi novamente avistado no Espírito Santo, após 34 anos do último registro feito em solo capixaba, em 1978.

A redescoberta ocorreu durante atividades de pesquisa de campo realizadas na Reserva Natural Vale, em Linhares (ES), vinculadas às Faculdades Integradas São Pedro, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes).

A situação do falcão-críptico na Mata Atlântica é extremamente sensível. Depois de terem sumido da natureza, elas só haviam sido avistadas no Espírito Santo e Bahia (o último registro nesse localidade foi há 75 anos).

Reserva Natural Vale

A Vale mantém em Linhares, no Norte do Espírito Santo, uma das maiores áreas protegidas de Mata Atlântica do País. Com cerca de 23 mil hectares, a Reserva Natural Vale é um dos últimos grandes remanescentes de Floresta de Tabuleiro, uma das formações atualmente mais ameaçadas do bioma Mata Atlântica. Pela sua importância no desenvolvimento de metodologias e tecnologias para uso sustentável dos recursos naturais, incentivo e apoio ao desenvolvimento de conhecimento científico e realização de ações para proteção da biodiversidade, a Reserva recebeu da Unesco a renovação do título de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

​​​​​​​​​​

Após 34 anos, espécie rara de falcão é vista na Reserva Natural Vale