Hackathon mobilidade: maratona de inovação movimenta equipes no Maranhão

Sobre a Vale

14/06/2018

Hackathon mobilidade: maratona de inovação movimenta equipes no Maranhão

Olhar atento, sorriso no rosto e, principalmente, semblante de quem estava pronto para mergulhar em uma maratona de inovação. Esse foi o retrato dos participantes do Hackathon Mobilidade da Vale, que reuniu apaixonados por empreendedorismo, programação e tecnologia. O principal objetivo? Chegar a uma solução viável para melhorar a mobilidade interna do Terminal de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão.

Realizado nos dias 8, 9 e 10, o Hackathon da Vale teve a participação de 30 estudantes de engenharia, computação e áreas afins, divididos em oito equipes. Vindos do Maranhão, Piauí e Ceará, os jovens receberam mentoria de profissionais das áreas de Tecnologia da Informação e transporte da Vale e de startups parceiras.


Essa é a melhor forma de traduzir o ‘ir além’: desenvolvendo soluções junto com comunidades, universidades e empregados em nossos ambientes de inovação. Isso, para a Vale, é valiosíssimo. É assim que a gente vê inovação na Vale.

José Raimundo Junior, Gerente da Operação do Descarregamento

A solução vencedora foi escolhida por uma equipe de jurados formada por representantes da Vale, da academia e do governo, considerando o potencial que essas conexões têm de contribuir com o desenvolvimento de soluções de mobilidade para além dos muros da Vale.

Teoria e prática

“Colocar os aprendizados que a gente tem, teoricamente, na Universidade, em prática, em uma grande organização como a Vale é a realização de um sonho. Uma satisfação muito grande da equipe Valemover” – comemorou Ramon Luigi, da equipe vencedora, Valemover. Na foto ao lado, a Equipe Valemover: Kássia Pereira (Engenharia de Produção), Andreia Costa (Sistemas de Informação) e Ramon Luigi (Engenharia de Produção), estudantes da niversidade CEUMA.

A solução

A equipe redesenhou as rotas dos veículos de transporte por meio de um algoritmo genético e propôs um modelo logístico baseado na produção puxada, no qual o ônibus circular ou o carro de apoio só sairá da rodoviária em caso de demanda. Por meio do produto, o usuário solicita o veículo, informando ponto de partida, destino final e quantidade de pessoas a serem transportadas. Em seguida, recebe um link para acompanhar o deslocamento do veículo, até que chegue ao seu local e possa embarcar. O principal ganho é na diminuição do tempo de espera, redução do desperdício do veículo na falta de demanda e a possibilidade de acompanhar o deslocamento do transporte. O produto tem funcionalidade de aplicativo remoto disponível para celular, tablet, totens espalhados pela área da Vale e desktop. A partir de agora, a solução passará por ajustes para implementação pela área de TI e transportes da Vale.

Descontração e seriedade juntas no Hackathon Mobilidade Vale

Além de trabalho imersivo, os participantes do Hackathon vivenciaram momentos de descontração durante os três dias. O pontapé para o início dos trabalhos foi dado na abertura, animada por uma banda formada por empregados da Vale. A programação também contou com atrações culturais, DJ, dinâmicas e lanches para dar suporte aos participantes. A conexão com os estudantes, falando a linguagem deles, reforça a proposta do evento em se aproximar da comunidade, promovendo educação e desenvolvimento da nossa região, como reforçou o gerente-executivo do Porto Norte, Roberto Di Biase. “Por que não trazer mais pessoas aqui para conhecer nosso problema e fazer diferente? Esse é um primeiro passo nesse caminho que também é uma nova maneira de estreitar relações”, afirmou.

Hélio Mosquim também ressaltou a importância do evento. “Foi uma experiência fantástica. Com impacto muito além da inovação para resolução de problemas. Um belo exemplo de desenvolvimento sustentável para a região Norte, com a abertura da Vale para universitários talentosos da região. O apoio aos estudantes de profissionais voluntários de diversas áreas da Vale totalmente engajados com a iniciativa foi inspirador. De forma intensa e interativa, os estudantes conheceram melhor nossas operações, entenderam o desafio da mobilidade e se dedicaram para propor ideias e soluções. Realmente estão todos de parabéns!”, comemorou.

​​

Hackathon mobilidade: maratona de inovação movimenta equipes no Maranhão