Sobre a Vale

21/12/2021

Mineração Por Elas: a Vale também é feita por jovens talentos femininos

Certamente, quando criança, você já ouviu a frase “o que você quer ser quando crescer?”. As respostas podem ser as mais diversas e ambiciosas possíveis, entretanto, dificilmente uma menina responderá “quando crescer, eu quero trabalhar em uma mineradora com quase 80 anos de história”.


Conheça a história da Vale


Visite, virtualmente, o Espaço Memória da Vale


Por ser uma área predominantemente masculina, a mineração, muitas vezes, fica fora dos planos de carreira de jovens mulheres. Mas isso tem mudado. Na Vale, temos contado com jovens talentos que vêm renovando o nosso time e trazendo um novo olhar para mineração, seja pela idade e/ou pelo gênero, com trajetórias e repertórios diversos.

No quinto episódio da websérie Mineração Por Elas, contamos a história de quatro jovens que estão dando grandes passos na carreira e dentro da Vale. Do Brasil à China, nossas entrevistadas mostram que quando se tem talento, vontade de fazer acontecer e oportunidade, todas e todos saem ganhando com a diversidade etária na equipe.

Isso tem se refletido, inclusive, entre aqueles que ainda não fazem parte da empresa. Em 2021, a Vale foi eleita duas vezes como a empresa dos sonhos para universitários, uma pela Cia de Talentos e outra pela consultoria Universum.

Por isso, temos investido em programas de atração de jovens talentos e, também, de mulheres, visto que a Vale tem como meta dobrar a presença feminina na empresa até 2025 (uma antecipação de 5 anos desde a divulgação da meta, por conta dos avanços alcançados). Para se ter uma ideia, neste ano, o Programa de Trainees da Vale selecionou 98 mulheres. De um total de 144 recém-graduados que começaram em maio a trabalhar na empresa, 68% são mulheres.


Fique por dentro do nosso Programa de Recém-Graduados


Ainda que a empresa esteja caminhando cada vez mais rumo à diversidade, diferenças geracionais ainda podem acontecer, dado ao grande número de empregados que estão na empresa há décadas e chegada de novas mentes por meio dos programas de inserção de talentos. Isso, entretanto, não é visto como um problema.

A entrada de jovens na companhia abre espaço também para transformação cultural e para troca de conhecimentos, ideias e referências. Afinal, todos têm o que ensinar e aprender, independentemente da idade ou do tempo de carreira.

As empregadas Tharshiny, Radêmora, Ana Clara, Suksmataya e Emma compartilharam um pouco sobre a experiência de serem jovens talentos na Vale:

Na imagem, Tharshiny está com um sorriso tímido. Ela está com uma blusa preta e tem cabelos enrolados.




Tharshiny Santhakumar, Engenheira de Petróleo – Malásia
Aos 24 anos e com formação em Engenharia de Petróleo, a trainee global da Vale na Malásia vê a diferença de idade como uma oportunidade, especialmente pelo fato de diferentes pontos de vista e opiniões permitirem que um aprenda com o outro.




Grande parte da minha equipe está na Vale, no mínimo, há mais de 8 anos. Estou sempre aprendendo com meus colegas, e eles estão sempre abertos para me ensinar / ajudar com minhas dúvidas. Na Vale, a voz dos jovens é muito bem-vinda. Por ser uma recém-formada, nunca me senti estranha na Vale. Minhas opiniões são totalmente apreciadas e bem-vindas por todos os meus colegas. O diálogo aberto e transparente é praticado em todos os níveis e por todas as pessoas. Portanto, sempre há espaço para eu expressar minha preocupação, ter discussões importantes, fornecer feedback e fazer perguntas”.
Na imagem, Radêmora está usando óculos e com os cabelos soltos. Ela veste uma camisa verde. Radêmora Silva Briano de Moraes, Engenheira Plena na Integridade Estrutural Pará - Parauapebas/PA  
Radêmora, engenheira civil com 25 anos de idade, enxerga que existe uma ponte entre a teoria e a prática que é trilhada através da experiencia e, para ela, ter um time diverso em todos os termos agrega muita para uma formação multidisciplinar.




Eu vejo a diferença entre faixas etárias como diversidade, eu gosto muito de debater ideias entre colegas e independente de qualquer fator eu acredito que todo mundo tem algo a trazer para mesa de ideias, entre experiências e aprendizados. No meu time existem pessoas com mais de 20 anos de experiência e pessoas que estão começando assim como eu, o conhecimento e a experiencia que os meus pares têm para passar não tem preço.”
Na imagem, Radêmora está usando óculos e com os cabelos soltos. Ela veste uma camisa verde. Radêmora Silva Briano de Moraes, Engenheira Plena na Integridade Estrutural Pará - Parauapebas/PA  
 
Na imagem, Ana está sorrindo. Ela está com uma camisa verde. Ao fundo há montanhas e vegetação. Ana Clara Ribeiro de Oliveira, Trainee Especialista – Mariana/MG  
Para Ana Clara, que entrou na Vale como estagiária e hoje atua como trainee, um dos principais motivos que a fez encontrar na empresa seu lugar como profissional foi ser ouvida, mesmo antes de estar graduada.


Sempre fui motivada e inserida em todos os assuntos de trabalho e me senti valorizada por perguntarem minha opinião, buscarem minha ajuda para solucionar um problema. Tudo isso contribuiu para que eu trabalhasse feliz e estando feliz, você trabalha melhor. Na Vale eu encontrei um ambiente inclusivo e respeitador, como mulher jovem, para desenvolver e expor as minhas ideias e fazer parte de forma efetiva dessa transformação cultural.”
Na imagem, Suksmatatya está de óculos, batom vermelho e cabelos curtos. O fundo da imagem é neutro e ela está usando roupas sociais. Suksmatatya Paramesti, Trainee Global – Analista de Compras Jr. – Sorowako, Indonésia  
Trabalhar em uma empresa orientada para o crescimento sempre foi um objetivo para Suksmatatya, de 23 anos. Segundo ela, o investimento feito pela Vale na educação dos empregados cumpre este papel. Além disso, a cultura e os valores da empresa também são importantes para a trainee.




Escolhi a Vale porque a Vale me deu como mulher oportunidades iguais de crescer e competir. Eles acreditam que a diversidade de gênero é essencial para a construção de uma empresa mais inclusiva e sustentável. Na minha opinião, a Vale sempre dá a todos a mesma oportunidade de falar e ser ouvido, sem exceção. Não importa a idade, raça, sexo, quão experiente você é, nós temos os mesmos direitos e oportunidades”.
Na imagem, Suksmatatya está de óculos, batom vermelho e cabelos curtos. O fundo da imagem é neutro e ela está usando roupas sociais. Suksmatatya Paramesti, Trainee Global – Analista de Compras Jr. – Sorowako, Indonésia  
 
Na imagem, Emma está usando óculos e usando uma camiseta com o logotipo da Vale. Emma Han, Trainee Global - Shanghai, China  
Aos 24 anos, Emma conta que perguntar os “porquês” e os “comos” é mais importante do que simplesmente aceitar as coisas como são e, na Vale, ela vê espaço para que jovens talentos falem. A engenheira civil tenta valorizar os erros como oportunidades de aprender, o que tem tornado mais fácil a exposição de suas ideias.


Meus amigos e familiares estão todos surpresos ao saber que estou contribuindo de forma útil para o trabalho do meu departamento e falando nas reuniões tão cedo (6 meses desde que comecei a trabalhar). Todas as minhas colegas trainees compartilham histórias semelhantes. Sinto que estamos sendo ouvidas e nossas vozes sendo respeitadas”.

Quer saber mais sobre como os propósitos da Vale tem conversado com jovens em início de carreira? Assista aos vídeos abaixo:


 

Saiba como iniciar sua carreira na Vale


Já estamos quase chegando ao fim da segunda temporada de Mineração Por Elas. O último episódio contará a histórias de mulheres em posição de liderança, enquanto isso, reveja os demais episódios e inspire-se! Para conferir, acesse: Mineração Por Elas (vale.com).

​​

Mineração Por Elas: a Vale também é feita por jovens talentos femininos