Sobre a Vale

24/09/2021

Mineração Por Elas: conheça a história de quatro mulheres, de diferentes etnias, que fazem história na Vale

 
 
 
 
 
 

Ao longo da história, o trabalho em mineração foi categorizado como um setor voltado para a mão de obra predominantemente masculina, a partir da ideia erronea de que atividades que envolvem esforço físico e o uso de equipamentos pesados não eram para mulheres. Aqui na Vale, nos orgulhamos de trabalhar para quebrar esses esteriótipos e contamos com mulheres que mostram que a mineração pode – e deve – ser feita por todas elas.

No segundo episódio de Mineração Por Elas, websérie promovida pela Vale para enaltecer o trabalho das mulheres no setor de mineração, 3 empregadas negras contaram suas histórias de superação exercendo suas funções no Brasil. Agora, 4 mulheres de diversas etnias, em outras operações da Vale ao redor do mundo - malaia, indígena (First Nations como é chamado no Canadá), indonésia e negra – dividem suas experiências para mostrar o poder da diversidade nos negócios.

Conheça as histórias inspiradoras:

Norhafizah Dzulkefle - Analista de Operações, Malásia  
A analista de operações, Norhafizah Dzulkefle, faz parte do time Vale na Malásia há 6 anos. Formada em Construção Civil e cursando agora o último semestre da graduação em Gestão de Manufatura, a profissional conta que chegou na empresa por meio do programa de aprendizes e, logo de cara, já sabia que essa seria uma oportunidade que mudaria sua vida e abriria portas para que ela pudesse desenvolver seus talentos no setor de mineração.




Quando fui selecionada para participar do programa de aprendizes, eu sabia que isto mudaria minha vida. A Vale é minha primeira empresa, onde comecei minha carreira. A Vale está muito preocupada com o bem-estar dos empregados, especialmente das mulheres. Em minha experiência, como mãe de 2 filhos, as licenças maternidade de 4 meses realmente me ajudaram a lidar e recuperar minha saúde mental e física. Além disso, a Vale também proporciona espaço de lactação para mães que estão amamentando.  Estas são características muito maravilhosas que podem ser experimentadas pelas mulheres aqui.”
Lynn Baikie - Instrutora de Operações, Canadá  
Lynn Baikie iniciou sua trajetória na Vale, há 16 anos, como operadora de usinas. Ela passou por várias áreas na empresa e, em 2013, foi para a área de Treinamento, onde teve a oportunidade de ajudar outras mulheres a se adaptarem à realidade da mineração no mundo. Baikie conta que viu grandes avanços no setor desde que iniciou sua carreira, mas ressalta que ainda há espaços para melhoria. O conselho de Lynn para outras mulheres que desejem entrar na indústria de mineração é que permaneçam positivas e se lembrem do importante valor que elas agregam ao negócio. As mulheres do setor ainda enfrentam desafios únicos e é importante que estejam bem preparadas e apoiadas para superar esses desafios.




Trabalho na indústria de mineração há 16 anos e acho que uma das maiores motivações para mim é ajudar a treinar novas empregadas em suas funções de Operadoras de Moinho; especialmente quando eu treino funcionárias mulheres e elas dizem que estão tão felizes por terem uma mulher treinando-as; porque podem fazer perguntas sem julgamento e se sentem muito mais confortáveis.”
Lynn Baikie - Instrutora de Operações, Canadá  
 
Aliahni Djafar - Geóloga, Indonésia  
Aliahni iniciou sua carreira na mineração superando diversas barreiras e mostrando a força feminina para mostrar seu valor. A geóloga entrou na PT Vale, em um programa de recém-graduados, onde era a candidata mais jovem do processo. Foi a única mulher a fazer a visita de campo durante a seleção e, posteriormente, se tornou a primeira geóloga do Departamento de Mineração.


Antes da PT Vale, já tive experiências realmente ruins como assédio verbal, quando outros funcionários me provocavam enquanto eu falava pelo rádio, não havia transporte especial para as mulheres que trabalhavam nos turnos vespertino e noturno. Felizmente, a Vale é rigorosa com qualquer tipo de assédio e nos providenciou transporte direto para casa. Ter mais mulheres é muito importante para criarmos um ambiente mais confortável, apontando problemas e soluções. Mulheres participando da força de trabalho podem aumentar a produtividade e a inovação. Treinar o subconsciente contra o preconceito é muito importante”.
Stella Aneto - Analista Sênior de Aquisição de Talentos, Canadá  
A nigeriana Stella Aneto iniciou sua jornada na Vale há dois anos, em Toronto, no Canadá. A profissional de recursos humanos “tropeçou” na mineração – como relembra com bom humor – enquanto procurava sua próxima oportunidade que a permitiria continuar tendo um impacto positivo e significativo na vida das pessoas. Desde então, é isso que Stela tem feito, nos ajudando a criar uma Vale mais acolhedora e inclusiva, contribuindo com a criação e implementação de novas soluções na área de aquisição de talentos, que nos ajuda a atrair e recrutar os mais diversos talentos. Ela conta que, em seu país de origem e no Reino Unido, já vivenciou desafios por conta de seu gênero e sua etnia.


Quando entrei para a Vale, estava preocupada com a minha inserção como mulher, negra e imigrante. Olhando para trás agora, percebo que não tinha com o que me preocupar. Todos têm sido muito abertos, calorosos e genuinamente interessados em minhas ideias e sugestões. Não tenho medo de fazer perguntas, especialmente sobre o negócio da mineração, que ainda é tão novo para mim.”
Stella Aneto - Analista Sênior de Aquisição de Talentos, Canadá  
 

Na segunda temporada da websérie Mineração Por Elas, a Vale irá abordar os temas pioneirismo, diversidade étnico-racial, pessoas com deficiência, LGBTQIA+, jovens talentos e liderança, pela voz das mulheres que constroem esses capítulos da história da empresa. Ao longo de cada episódio, conhecendo cada exemplo de sucesso, desde a operação até a liderança, as profissionais mostram que a mineração é uma indústria para todas e todos.

A websérie faz parte do compromisso da Vale de dobrar a representatividade feminina até 2030, atuando em um ambiente cada vez mais inclusivo. Os vídeos foram produzidos durante a pandemia, respeitando todas as recomendações de prevenção e distanciamento social.

Conheça mais histórias de mulheres inspiradoras na 2ª temporada da série Mineração Por Elas.

​​​​​​ ​
​​

Mineração Por Elas: conheça a história de quatro mulheres, de diferentes etnias, que fazem história na Vale