Navio "verde" construído a partir de iniciativa da Vale faz primeiro carregamento no Porto de Tubarão

Sobre a Vale

05/03/2018

Navio "verde" construído a partir de iniciativa da Vale faz primeiro carregamento no Porto de Tubarão

O primeiro navio mineraleiro VLOC (Very Large Ore Carrier) de segunda geração fez seu primeiro carregamento no Porto de Tubarão, em Vitória, no Espírito Santo. O Yuan He Hai, com capacidade de 400 mil toneladas, é o primeiro VLOC a entrar em operação de uma frota de 32 que vão atender o transporte transoceânico de minério de ferro, em especial na rota Brasil-China. Os novos VLOCs, mais eficientes e sustentáveis, foram construídos a partir de iniciativa da Vale, mantendo o transporte marítimo de cargas da empresa como um dos mais eficientes do mundo em emissões de gases de efeito estufa.

Os VLOCs representam uma contribuição aos esforços internacionais para reduzir emissões e atingir objetivos do Acordo de Paris

Os novos navios emitem entre 15% e 20% menos gás carbônico que os Valemaxes, considerados de primeira geração e que já operam desde 2011. Os Valemaxes, projeto pioneiro da Vale, já emitiam 35% a menos CO2 em comparação aos capesizes, até então navios padrão para transporte de minério, com capacidade de carregamento de 180 mil toneladas. O Yuan He Hai atracou no porto dia 25 de fevereiro e demorou um dia e meio para ser carregado antes de seguir viagem para a Ásia.

Os demais 31 navios de 400 mil toneladas serão entregues aos armadores até o fim de 2019. Além desses, a Vale negocia contratos que resultarão na construção de novos navios de 325 mil toneladas, os chamados Guaíbamax.


Consideramos que esses navios incorporam o estado da arte em termos de eficiência e de inovação ambiental na área. O Guaíbamax, por exemplo, será equipado também com um sistema de limpeza de gases de descarga que permitirá eliminar em até 99% a emissão de enxofre na atmosfera".

Explica a diretora de Navegação da Vale, Renata Costa.

Entre 70% e 74% dos grandes navios que transportam cargas da Vale - ou seja, com capacidade acima de 180 mil toneladas - fazem a rota Brasil-China.

​​​

Navio "verde" construído a partir de iniciativa da Vale faz primeiro carregamento no Porto de Tubarão