Sobre a Vale

12/05/2021

Obras de descaracterização em Itabira

A Vale está trabalhando fortemente para incorporar as lições aprendidas de Brumadinho e construir um novo ciclo para mineração, comunidades, empregados e para nossa empresa.

Para isso, investimos em projetos, em Itabira, para aumentar a segurança de nossas operações e da comunidade, como também, para diminuir a disposição de rejeito em barragens. Entre eles está a descaracterização de barragens.

Mas, afinal, o que é descaracterização?

É o processo que elimina as características ou função da barragem. Após as obras, a estrutura perde a capacidade de reter rejeitos e água, além de ser reincorporada ao relevo e ao meio ambiente.

As obras são importantes para dar mais segurança para as comunidades e operações da empresa, além de serem uma exigência legal.


Em 2021, as atividades de descaracterização serão direcionadas para os diques da Barragem Pontal, em Itabira.

Em continuidade ao Plano de Descaracterização da Vale, divulgado em 2019, a empresa informa que vem discutindo com o Ministério Público de Minas Gerais e AECOM (auditoria externa indicada pelo MP) a forma mais tranquila e segura de cumprir a exigência legal no processo de descaracterização das estruturas construídas pelo método a montante da Barragem Pontal, do Complexo Itabira, em Minas Gerais.

A princípio, o processo deverá ser realizado em duas etapas, sendo a primeira delas a execução de atividades em área operacional da Vale. Essa primeira fase* deve incluir o reforço dos diques 3 e 4, a descaracterização do dique 5 e a implantação de uma contenção a jusante da barragem Pontal, com o nome de Contenção Coqueirinho, na região da Lagoa Coqueirinho.

Antes do início das obras de descaracterização está prevista a Contenção Coqueirinho, ou seja, uma estrutura feita de tubos metálicos no solo, conectados por chapas soldadas fixadas em aço.

A contenção forma uma barreira na área operacional Vale, para garantir mais segurança às comunidades localizadas próximas à Barragem Pontal.

A segunda etapa, ainda em estudo, prevê a descaracterização dos diques Minervino e Cordão Nova Vista, da Barragem Pontal, e a construção de uma segunda contenção.

Para esta fase, visando à segurança dos moradores, está sendo considerada a remoção de pessoas e imóveis nos bairros Bela Vista e Nova Vista. As ações serão definidas conforme resultados dos estudos, sempre considerando o menor impacto possível para as comunidades.

Obs.: *Em março deste ano, foram concluídas as obras de reforço do dique 2.

Assista o vídeo e saiba mais.


Próximas etapas das obras de descaracterização na Barragem Pontal, na segunda fase.

  • Definição do projeto conceitual de engenharia para aas contenções. O projeto conceitual é o conjunto de informações técnicas iniciais e aproximadas, necessários à configuração da obra, podendo incluir soluções alternativas.
  • Sondagem na área de influência da estrutura de contenção. A sondagem é a primeira etapa de uma construção e levanta informações importantes do solo, que auxiliam no projeto. As atividades são feitas por intermédio de furos no terreno, para identificar a resistência das camadas do solo.
  • Análise do solo e avaliação da viabilidade de engenharia para as contenções. Os dados analisados da sondagem irão permitir validar ou não a possibilidade da obra ser realizada tal como planejada e detalhar o projeto de engenharia ou revê-lo.
  • Definição do projeto e indicação da necessidade ou não de remoção de pessoas e imóveis. O projeto de engenharia detalhado irá permitir indicar a necessidade de remoção de pessoas para obra de contenção. Com essa informação, a área social consegue avaliar a área de remoção.

Processo de diálogo e compensação de impactos


A Vale estuda a possibilidade de remoção de pessoas, para fins da instalação de uma contenção, na segunda fase de obras. Compreenda o que é remoção planejada e sua diferença do processo de evacuação, diante de um risco eminente.

Gestão de Impactos socioeconômicos

 

A Vale mantém o diálogo aberto com as comunidades onde está presente. As dúvidas em relação a atuação da empresa e iniciativas podem ser encaminhadas para a equipe de relacionamento com a comunidade pelos Pontos de informação móveis, dispostos nos bairros Bela Vista e Nova Vista, Central de atendimento 0800 031 6010 ou pelo e-mail duvidas.barragens.itabira@vale.com.

Gestão ambiental

A gestão ambiental também faz parte do planejamento da Vale em Itabira.

 

224,5 hectares

de recomposição vegetal nas estruturas descaracterizadas para serem reincorporadas ao relevo e ao meio ambiente.


Como parte da gestão e monitoramento de impactos ambientais das obras, serão instalados quatro pontos de monitoramento de ruído e vibração e três pontos de monitoramento de qualidade de ar nas comunidades.

Os trabalhos respeitam os cuidados com a prevenção da COVID-19 e são monitoradas, permanentemente, pelo Centro de Monitoramento Geotécnico – CMG, Agência Nacional de Mineração – ANM e auditoria independente do Ministério Público.

Gestão de barragens

A Barragem Pontal possui Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM), sistema de alerta sonoro em funcionamento e é monitorada, permanentemente, pelo Centro de Monitoramento Geotécnico.


As barragens da Vale em Minas Gerais são monitoradas 24 horas por dia, sete dias por semana. Instrumentos de alta tecnologia, como câmeras de vídeo com inteligência artificial, radares que detectam movimentações milimétricas, drones de inspeção, piezômetros (que medem a pressão d’água) e geofones (sensores para medir ondas sísmicas induzidas e naturais) são utilizados nesse processo.

Os dados das estruturas são coletados e encaminhados para o Centro de Monitoramento Geotécnico (CMG), que está localizado na Mina de Conceição (Itabira). Uma equipe técnica qualificada analisa o estado das estruturas e adota medidas preventivas e corretivas de forma rápida e segura.

 

Obras de descaracterização: mais segurança para as comunidades e operações.

Para entender melhor

O que é barragem

Qualquer estrutura em um curso permanente ou temporário de água para fins de contenção ou acumulação de substâncias líquidas ou de mistura de líquidos e sólidos, compreendendo o barramento e as estruturas associadas. Tem função de gerar energia; irrigação; controle de cheias, navegação, abastecimento urbano e industrial e contenção de sedimentos e/ou armazenamento de rejeitos e etc.

O que é dique

É uma barragem de pequeno porte.

O que é contenção

É uma estrutura implantada abaixo de barragens ou diques para reter os rejeitos em cenário hipotético de ruptura e, dessa forma, reduzir ou eliminar os impactos sociais e ambientais. 

O que é sondagem

Coletas de amostra do solo para estudo antes da realização de obras de engenharia.

Por que os diques da Barragem do Pontal devem ser descaracterizados?

Por que, de acordo com a resolução 13 da ANM, todas as estruturas de barramento construídas pelo método a montante deverão ser descaracterizadas. Os diques se enquadram nesse modelo de construção e, por isso, foram incluídos no programa de descaracterizações da empresa.

O que é essa obra de Contenção Coqueirinhos e por que ela é necessária?

Essa obra tem por objetivo a implantação de uma barreira física junto à Lagoa Coqueirinhos, executada com estacas tubulares metálicas, que serão instaladas no solo. Ela será implantada para servir como contenção dos rejeitos depositados nos reservatórios dos diques Minervino e Nova Vista, em caso de hipotética ruptura dessas duas estruturas, impedindo, assim, que alcancem as comunidades localizadas abaixo dos diques, como os bairros Praia, Colina da Praia e Juca Rosa.

Qual a previsão de tempo para a implantação da Contenção Coqueirinhos, em área operacional Vale?

A expectativa é que a obra dure em torno de um ano, com início tão logo sejam obtidas as autorizações necessárias das autoridades competentes.

Como será a instalação das estacas tubulares metálicas, que irão compor a contenção? Qual tecnologia será utilizada na contenção e quais os exemplos bem-sucedidos de uso dessa solução no mundo? 

A instalação das estacas se dará com a melhor tecnologia do mercado, por pressão e rotação hidráulica, sem vibração e com o mínimo de ruído. Há exemplos de emprego desta metodologia em todo o mundo, sendo o Japão o país detentor da sua patente.

O que é a Contenção Bairros e por que ela é necessária?

A Contenção Bairros ainda está na etapa de projetos, e em discussão com os órgãos competentes. Ela servirá como contenção dos rejeitos depositados nos reservatórios dos diques Minervino e Cordão Nova Vista, em caso de hipotética ruptura dessas duas estruturas, impedindo, assim, que alcancem as comunidades.

Qual a previsão de implantação da Contenção Bairros?

A Contenção Bairros ainda está na etapa de projetos, e em discussão com os órgãos competentes. No momento a empresa trabalha com o estudo conceitual para a configuração da obra, o que inclui análise de alternativas. As próximas etapas preveem: a sondagem, com informações das características do terreno e revisão e detalhamento do projeto de engenharia. De posse do projeto de engenharia detalhado, a empresa poderá indicar a necessidade de remoção de pessoas, para fins da instalação da obra de contenção nos bairros.

A empresa informará a população com antecedência tão logo seja confirmada com os órgãos competentes, a autorização para início das atividades.

A comunidade próxima a barragem do Pontal será removida para a construção de uma contenção nos bairros Bela Vista e Nova Vista? Quantas pessoas terão de deixar suas casas?

Os estudos ainda estão em fase de desenvolvimento. O número de edificações e de pessoas impactadas será identificado quando houver definição do projeto detalhado. A intenção é implantar o projeto que gere o menor impacto social possível considerando as alternativas de engenharia disponíveis e confiáveis.

Qual o prazo para a conclusão desse estudo da contenção bairros para a comunidade saber se terão que sair de suas casas?

O objetivo principal destes estudos é garantir o menor impacto na comunidade e a maior segurança possível para todos. Neste momento a empresa não tem uma data estabelecida, mas assegura que tão logo viável compartilharemos esta definição de forma ampla e transparente.

Para onde as famílias serão encaminhadas?

Caso seja confirmada a necessidade de remoção de pessoas, pelos estudos, uma das fases mais importantes do processo de remoção involuntária é a identificação das famílias e o entendimento de suas características. Somente com o avanço dos estudos e o diálogo com as famílias serão definidas as questões do processo de remoção.

Haverá desapropriações na região? Quantas estão previstas?

Após a realização do estudo/levantamento que estão sendo realizados poderá haver desapropriações. O número exato será indicado após a conclusão dos estudos de engenharia.

A Vale vai comprar os imóveis das pessoas da área de influência da construção do muro de contenção nos bairros? As pessoas serão retiradas de casa?

Com o avanço dos estudos de engenharia será possível identificar a área de influência para a construção do muro de contenção e realização das obras e entender quais seriam as melhores alternativas. As pessoas podem seguir suas rotinas normalmente, todo o processo será feito a partir do diálogo com a comunidade e de forma planejada.

O que será considerado pela empresa para a compra de imóveis?

Ainda não há definição da necessidade de famílias para serem removidas, os estudos ainda estão em andamento. Se após esta fase inicial, houver o entendimento de todos que o mais seguro será o processo de remoção, contaremos com a participação de todos para construção e validação das formas de acordo.

A Vale vai comprar outros imóveis da Zona de autossalvamento - ZAS de outras barragens?

Não há previsão de compra de imóveis por estar em ZAS, as estruturas estão seguras, são monitoradas 24 horas. As remoções que por acaso vierem a acontecer, serão em função das obras de implantação da estrutura de contenção da segunda fase de obras.

Qual é o cronograma de descaracterização dessas estruturas?

Os diques internos (diques 2, 3, 4 e 5) até 2024 e os diques externos (Minervino e Cordão Nova Vista) até 2028.


Em 2020, descaracterizamos o dique Rio de Peixe da barragem Rio de Peixe. No mês de março de 2021 foram concluídas as obras de reforço do dique 2.



As obras de descaracterização dos diques são adequações realizadas na estrutura para que ela perca a função de armazenar rejeito e água, como um reservatório.

Todas as estruturas (barragens, diques) construídas e alteadas pelo método construtivo a montante devem deixar de exercer a função de barramento, nos próximos anos, conforme legislação vigente.

​​​​​​​​​​
​​
​​​​

Obras de descaracterização em Itabira