Santa Casa de Corumbá recebe equipamentos de proteção para profissionais de saúde

Sobre a Vale

19/04/2020

Santa Casa de Corumbá recebe equipamentos de proteção para profissionais de saúde

 
 

Doação da Vale é um complemento às ações de apoio ao Governo Federal e visa apoiar a região onde a empresa atua no Mato Grosso do Sul.

Corumbá, 19 de abril de 2020 - A Santa Casa de Corumbá recebeu, nesse sábado (18), mais de 272 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sendo 254 mil máscaras cirúrgicas descartáveis, 18 mil luvas e 200 óculos de proteção, doados pela Vale. O hospital municipal atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), abrangendo os municípios de Corumbá e Ladário, onde a empresa mantém operações no estado. Os materiais se somam à doação que está sendo feita ao Governo Federal.

Ao longo dos meses de abril e maio, a companhia doará uma outra remessa de EPIs à Santa Casa de Corumbá, incluindo aventais e máscaras N95, além de kits de testes rápidos. De acordo com Rômulo Rovetta, gerente-executivo de Operações no Centro-Oeste da Vale, esta ação apoiará o trabalho dos profissionais de saúde. "Esses equipamentos são importantes para proteger as equipes que estão na linha de frente de combate à pandemia do novo coronavírus. A doação faz parte de uma série de outras entregas que a Vale está fazendo no país, especialmente nos estados onde está presente".

Kits de testes e equipamentos de proteção doados ao Governo Federal

Em março, a Vale adquiriu 5 milhões de testes rápidos e 15,8 milhões de EPIs para o Governo Federal, que definiu a logística de distribuição entre os estados do Brasil. Até agora, já chegaram pouco mais de 8,9 milhões dos 15,8 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs) que a Vale irá repassar ao Ministério da Saúde, além de metade dos 5 milhões de kits de teste rápido já anunciados pela empresa.

Fornecedores

Para ajudar os fornecedores da Vale a enfrentar os impactos da pandemia, sempre primando pela saúde e segurança das pessoas, a Vale já antecipou R$ 521 milhões em pagamentos a pequenas e médias empresas no Brasil desde o início da crise provocada pela epidemia de Covid-19.

A estimativa da Vale é injetar mais R$ 411 milhões na economia brasileira em antecipações de pagamentos até o final de abril, totalizando R$ 932 milhões para ajudar aproximadamente 3 mil fornecedores de todo o país a enfrentarem este momento.

Prevenção e saúde dos empregados

A Vale vem tomando todas as medidas necessárias para reforçar a prevenção do COVID-19 nas localidades onde está presente e em seus locais de trabalho. Tem ainda focado em reduzir a presença do efetivo administrativo e operacional nas unidades, de forma a manter apenas os serviços essenciais.

Além do trabalho remoto adotado desde 16/3 para empregados cujas funções são elegíveis a home office e para empregados dos grupos de risco, conforme orientação do Ministério da Saúde, a empresa colocou em prática uma série de ações preventivas para evitar aglomeração, como redução da quantidade de pessoas nas portarias, nos ônibus e nos restaurantes. Também foram implantadas medidas para aumentar o distanciamento social e reforçados os protocolos de limpeza e desinfecção nas instalações da empresa, de acordo com recomendações técnicas.

A Vale reforça que está em conformidade com os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelas autoridades e agências de cada um dos países onde opera e está monitorando o desenvolvimento da situação.

​​​

Santa Casa de Corumbá recebe equipamentos de proteção para profissionais de saúde