Soluções que se transformaram em patentes: conheça alguns projetos da Vale

Sobre a Vale

24/08/2018

Soluções que se transformaram em patentes: conheça alguns projetos da Vale

Imagine a quantidade de processos que uma área de operação possui. Multiplique isso por todas as áreas e localidades onde a Vale está presente. E se houvesse uma forma de tornar alguns desses processos mais seguros e produtivos? É com esse pensamento que empregados da nossa empresa criam e desenvolvem novos projetos a partir de ideias inovadoras. Esses projetos muitas vezes geram patentes, que consistem na proteção formal da tecnologia. O objetivo é garantir que o titular tenha exclusividade sobre o seu invento por determinado período de tempo.

Atualmente, a Vale possui mais de 900 patentes válidas inventadas por empregados que enxergaram formas de melhorar o trabalho diário e dedicaram tempo e conhecimento para criar soluções fora da caixa.

Confira duas dessas patentes produzidas dentro da nossa empresa que trazem ganhos de saúde, segurança e produtividade.

Dispositivo de instalação de blindagem em pneus de grande porte – Carajás (PA)

Os veículos de grande porte costumam rodar por terrenos escorregadios, com lama e substrato solto e, para evitar o risco de atolamento, são instaladas correntes de proteção nos pneus. Essa operação, chamada de blindagem, era feita manualmente, demandando grande tempo de execução e riscos de saúde e segurança.

Com a invenção de um novo dispositivo, esse processo passou a ser automático e composto por oito etapas, compreendendo a remoção do pneu do veículo, aplicação no dispositivo, fixação, rotação, ajuste e novamente a instalação no veículo. Quem criou o dispositivo foi Frederico Quintão de Sá. O depósito do pedido de patente é de 2016.


Haste de perfuratriz para quebra de borda de furo – Itabira (MG)

As hastes de perfuratriz são hastes metálicas utilizadas para realização de furos em grandes profundidades. A injeção de ar e água pela perfuratriz faz com que o material do fundo seja lançado para fora e depositado ao redor do furo, prejudicando o processo de furação. Essa operação de retirada do material disposto ao redor dos furos é conhecida como quebra de borda de furo. O novo método de injeção de ar e água pela haste de perfuratriz contra o material disposto ao redor do furo permite que ele seja afastado da borda, sem necessitar de equipamento auxiliar ou de operações manuais.

A invenção é de uma equipe: Poliany de Freitas Lage, Willian Bonifácio Costa, Vanderlucio Henrique Menezes Souza, Maximiniano Gonçalves Ferreira, Amanda de Cássia Freitas Rosa, Luana Grazielle Amador, Antônio Carlos Braz, Jaime Antonio Fernandes. O depósito do pedido de patente foi feito em janeiro deste ano.



Soluções que se transformaram em patentes: conheça alguns projetos da Vale