Sobre a Vale

17/05/2022

Tolerar a discriminação não faz parte da Vale

Imagem de um homem e uma mulher caminhando juntos e segurando uma bandeira de arco-íris. Ao lado, a frase “Dia Internacional contra a LGBTfobia” escrita em verde com ícones de punhos levantados em sinal de protesto.  


No dia 17 de maio é celebrado o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. A data representa a luta por direitos e pelo fim da violência contra a comunidade LGBTQIA+.



É hora de aprender

Afinal, o que é LGBTfobia? Essa palavra pode ser definida como a rejeição, o medo, o preconceito, a discriminação, a aversão ou o ódio – de conteúdo individual ou coletivo – contra quaisquer indivíduos por conta de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Será que somos parte do problema?

Praticar LGBTfobia não se resume apenas a ofensas diretas e agressões físicas. Na verdade, no dia a dia é muito mais comum que ela se manifeste por meio de microagressões, que são violências sutis e veladas que acabam por menosprezar e desconsiderar alguém.

Microagressões no dia a dia


Ilustração de homens e mulheres segurando placas com os dizeres: 

            - Mas para que cirurgia de redesignação? E o meu benefício? 
            
            - Essas pautas e iniciativas de inclusão só servem para dividir as pessoas. Somos todos iguais, não precisa disso! 
            
            - Mas qual é seu nome verdadeiro? Esse nome de mulher/homem não é o seu verdadeiro. 
            
            - Gostar de homem ou de mulher até vai, agora esse negócio de gostar dos dois já é safadeza! 
            
            - Quando você virou gay/lésbica/bi? 
            
            Quem é o homem/mulher da relação? 
            
            - Ah, mas essa é a minha opinião...!

Além de não estar em conformidade com nosso Código de Conduta, a prática de LGBTfobia é considerada crime no Brasil, desde 2019.


Na Vale não existe espaço para o preconceito

Na nossa empresa valorizamos a pluralidade e buscamos ajudar a criar um futuro de respeito e acolhimento à orientação sexual e identidade de gênero de todas as pessoas. Para promover a inclusão e desmistificar estereótipos, temos lançado diversas iniciativas. Conheça um pouco sobre esses avanços no Relatório de Diversidade, Equidade e Inclusão da Vale.

​​​

Tolerar a discriminação não faz parte da Vale