Vale adota trabalho remoto para atividades administrativas como medida preventiva em Moçambique

Sobre a Vale

20/03/2020

Vale adota trabalho remoto para atividades administrativas como medida preventiva em Moçambique

Em função da pandemia do Coronavírus (COVID-19), a Vale informa que, desde quinta-feira (19/3), trabalhadores cujas funções são elegíveis a home office, em Moçambique, passam a trabalhar remotamente. A recomendação é que trabalhem nas áreas administrativas apenas o número mínimo de pessoas para manutenção de serviços essenciais.

A empresa ressalta que se trata de uma medida preventiva, com o objetivo de contribuir para a garantia de segurança dos trabalhadores e da sociedade em geral, reduzindo a circulação de pessoas em um mesmo ambiente, além da exposição a ambientes coletivos.

Alguns escritórios da empresa no mundo já estão operando em regime de home office, como Brasil, China, Japão, Singapura e Suíça, sendo que cada região tem um regime específico de trabalho remoto, de acordo com a realidade local.

Seguem ainda suspensas as viagens não-essenciais internacionais e domésticas, e a mesma orientação aplica-se para eventos e visitas as operações. Também foi criado um Plano de Preparação e Resposta específico para o COVID-19. As ações decorrentes da pandemia são geridas por uma estrutura de comitês regionais e executivo, criados especialmente para garantir a segurança de todos.

Desde o final de janeiro, a Vale Global vem tomando todas as medidas necessárias para apoiar a prevenção do COVID-19 nos seus locais de trabalho. Globalmente, a empresa cumpre os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelas autoridades e agências de cada país e as ações determinadas pelo plano interno de preparação e resposta à pandemia e monitora de perto a evolução da situação.

Globalmente, a Vale conta com aproximadamente 110 mil trabalhadores próprios e terceiros, sendo mais de 13 mil em Moçambique.

​​

Vale adota trabalho remoto para atividades administrativas como medida preventiva em Moçambique