Vale faz obras de contenção para aumentar segurança de comunidades próximas a barragens em nível 3 de emergência

Sobre a Vale

15/08/2019

Vale faz obras de contenção para aumentar segurança de comunidades próximas a barragens em nível 3 de emergência

Com o objetivo de proteger as comunidades e reduzir o impacto ao meio ambiente, a Vale está executando três obras de contenção em locais situados a jusante das barragens Sul Superior (Barão de Cocais); B3/B4 (comunidade de Macacos, em Nova Lima); e na região sob influência das barragens Forquilhas I, II e III e IV e Grupo (comunidade de São Gonçalo do Bação, em Itabirito). As obras devem estar concluídas até o início de 2020 e estão incluídas no projeto de descaracterização de nove barragens, no valor de R$ 7,1 bilhões, anunciado no balanço do primeiro trimestre da Vale, em maio. A construção das estruturas de contenção terão a capacidade de reter o rejeito das barragens em caso de um cenário extremo de rompimento. Sul Superior, B3/B4 e Forquilhas I e III estão em nível 3 de emergência. Forquilha II e Grupo encontram-se em nível 2 e Forquilha IV tem declaração de condição estabilidade, mas foi paralisada para atender determinação da Agência Nacional de Mineração que, em fevereiro, suspendeu a operação da Mina de Fábrica, onde estão localizadas essas barragens.

Na B3/B4, em Macacos, a obra de contenção, que terá 30 metros de altura por 190 metros de extensão, está prevista para ser concluída em dezembro deste ano. Ela consiste em uma barreira formada por pedras (enrocamento) a 8 km a jusante da barragem, pouco antes da estrada que liga o distrito de Macacos à sede do município de Nova Lima. A obra será fundamental para proteger a bacia do Rio das Velhas e a Estação de Tratamento de Água de Bela Fama, além de toda a Zona de Segurança Secundária (Honório Bicalho, Rio Acima, Raposos, Nova Lima).

Em Barão de Cocais, já foram finalizadas obras emergenciais que consistiram na instalação de duas barreiras de telas metálicas e uma de blocos de granito. Essas barreiras funcionarão para reduzir a velocidade da mancha em caso de rompimento. Mas, a principal obra será uma contenção em concreto localizada a 6 km a jusante da barragem com 36 metros de altura por 306 metros de extensão, que também estará concluída em dezembro.

Na região das Forquilhas, a contenção ficará localizada a 11 km a jusante da barragem Forquilha I, no município de Itabirito, e terá 60 metros de altura por 350 metros de extensão. A previsão é que a obra, localizada no município de Itabirito, esteja concluída em janeiro de 2020 e seja fundamental para proteger a Zona de Segurança Secundária, que inclui, além de Itabirito, os municípios de Raposos, Rio Acima, Nova Lima e três bairros de Belo Horizonte (Bairros Jardim Vitória III, Beija-Flor e Maria Tereza).

Em função do caráter emergencial, as obras foram previamente comunicadas à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e, no prazo máximo de 90 dias após a comunicação, serão apresentados a documentação e respectivos estudos, conforme previsto no artigo 8º da Resolução Conjunta Semad/IEF, nº 1905, de 2013. 

Para realizar as três obras, a Vale está construindo acessos nos locais para a construção dos canteiros. Esses acessos têm como função desviar o tráfego dos caminhões dentro das comunidades do entorno, reduzindo o transtorno dos moradores.

​​

Vale faz obras de contenção para aumentar segurança de comunidades próximas a barragens em nível 3 de emergência