Sobre a Vale

28/10/2021

Vale lança Plano de Gestão de Biodiversidade de Carajás

Um webinar marcou o lançamento do Plano de Gestão de Biodiversidade (PGBio) da Vale. A programação, realizada esta semana, apresentou a iniciativa inovadora da mineradora que traz objetivos, ações e estratégias, a partir da mobilização de equipes multidisciplinares. O objetivo é potencializar a atuação da empresa de forma integrada e focada na conservação da biodiversidade nas áreas de operação de minério da empresa na região de carajás.

A gerente executiva de Meio Ambiente da Vale, Valéria Franco, ressaltou a importância das parcerias para a execução do plano. “O nosso objetivo é contribuir de forma ainda mais significativa para o equilíbrio entre o crescimento econômico aliado à proteção ao meio ambiente e ao desenvolvimento social e para conservação da fauna e flora da região de Carajás”, ressalta Valéria.

Confira os episódios

 
 
 
 
 
 

O PGBio tem abrangência nos municípios de Parauapebas (Carajás), Canaã dos Carajás (S11D), Curionópolis (Serra Leste) e Marabá (Salobo). O coordenador do plano, Cesar Sá Carvalho, ressalta que as ações devem priorizar atributos e avaliar riscos e impactos das operações da empresa. “Nós atuaremos de forma ainda mais integrada na definição e monitoramento de iniciativas focadas em evitar, mitigar, recuperar e compensar impactos decorrentes das etapas do ciclo de vida de um projeto em áreas de relevância para a biodiversidade”, explica.

O PGBio conta com a parceria do Museu Paraense Emílio Goeldi e Embrapa Amazônia Oriental. Além da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundo Vale e o Instituto Tecnológico Vale – Desenvolvimento Sustentável (ITV-DS). Para a docente da Ufra - Campus Parauapebas, Wlaisa Vasconcelos Sampaio, o PGBio é um projeto bem amplo e de imensa importância para região. “Nós da Ufra estamos envolvidos em uma das etapas desse plano e vai ser muito interessante desenvolver algumas pesquisas no Parque Zoobotânico Vale e implementar um banco de germoplasma animal no zoológico, que deve ser o primeiro da região norte”, destaca.

Ainda de acordo com Wlaisa, a expectativa da universidade é que o plano também contribua com a formação de mão de obra especializada. “A gente pensa no desenvolvimento da pesquisa básica e aplicada, voltada para a biotecnologia da reprodução de espécies amazônicas e também na formação de recursos humanos para trabalhar nesse setor que ainda é pouco explorado. E, além de formar recursos humanos, junto com a Vale, acreditamos que o plano de gestão vai fortalecer grupos de pesquisas e contribuir com a conservação de espécies ameaçadas de extinção”.

Na programação de lançamento, o público conheceu o PGBio e os principais resultados do projeto de corredores ecológicos: galerias verdes que unem pontos de florestas antes separados por áreas degradadas, voltando a constituir uma única e extensa área de floresta. A iniciativa conta com a parceria com o ICMBio e é realizado em região entre os municípios de Parauapebas e Canaã de Carajás. O plantio de castanha-do-pará também foi destaque na webinar e mostrou como o plantio da árvore, símbolo do Pará, está recuperando áreas degradadas. Desde 2014, foram plantadas mais 82 mil mudas plantadas de castanha-do-pará em áreas reflorestadas pela Vale. A expectativa é que até 2024, sejam mil hectares de plantio da espécie.

O PGBio tem atuação em quatro pilares: Analise de Risco e Hierarquia de Mitigação de Impacto (HMI), Recuperação de áreas degradadas (RAD), Compensações Integradas das operações realizadas nas unidades de conservação e Estratégia de Conservação da Biodiversidade na Região de Carajás. A versão atual do plano, assim como os vídeos sobre os corredores ecológicos e o plantio de castanheiras, apresentados durante a webinar de lançamento do plano, estão disponíveis na página vale.com/amazonia.

Conheça o documento completo do PGBio em português

Conheça o documento completo do PGBio em inglês

Itinerância

Em novembro, um estande ambiental vai apresentar os principais projetos e conteúdos e ações ambientais para conservação da Floresta Amazônica, tendo como base alguns projetos do Plano de Gestão de Biodiversidae (PGBio). A ação percorrerá os municípios de Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá conforme programação prevista:

  • 10 a 14/11: Partage Shopping (Parauapebas)
  • 17 a 21/11: Partage Shopping (Marabá)
  • 26 a 28/11: Praça da Bíblia - Canaã dos Carajás

A Vale também vai levar o PGBio para a 9ª edição da FITA (Feira Internacional do Turismo), que acontece de 25 a 28 de novembro, na Estação das Docas, em Belém. O estande do Parque Zoobotânico Vale apresentará os trabalhos de conservação da floresta, previstos no Plano de Gestão da Biodiversidade.

​​ ​​
​​

Vale lança Plano de Gestão de Biodiversidade de Carajás