Sobre a Vale

11/09/2018

Vale realiza 18ª edição do Analyst & Investor Tour

​​

Na última semana, cerca de 40 analistas de investimento do mercado nacional e internacional visitaram o Centro de Tecnologia de Ferrosos e o Centro de Operações Integradas, em Minas Gerais, na 18ª edição do Analyst & Investor Tour. O foco foi detalhar ao grupo de analistas, que influenciam o mercado de ações, a estratégia de diferenciação em Ferrosos, com a otimização de portfólio e qualidade para competitividade na nova dinâmica do mercado.

Os analistas entenderam melhor como o processo de blendagem, o portfólio de produtos e a otimização da cadeia de valor nos posicionam como uma empresa premium, previsível e flexível. O diretor-executivo de Ferrosos e Carvão, Peter Poppinga, reforçou que o mercado demanda, hoje, minérios de alta qualidade.

Não se trata mais apenas de custo, mas da necessidade de ganhos de produtividade e, consequentemente, oferta de minério de maior qualidade. Para isso, investimos em nossas vantagens competitivas, como Carajás, com projetos como S11D, na retomada da capacidade de pelotização e na produção de pellet feed. Além disso, otimizamos a frota de navios e nosso portfólio, com novos produtos premium, como Brazilian Blend Fines (BRBF) e Sinter Feed Low Alumina (SFLA), desenvolvidos com foco no mercado e no cliente.

Peter Poppinga, diretor-executivo de Ferrosos e Carvão

Em sua apresentação, o diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores, Luciano Siani, destacou o planejamento futuro.

No cenário futuro, a curto prazo, continuaremos a crescer e dar retorno a nossos acionistas, com foco no desenvolvimento dos ativos que temos. Temos oportunidades para maior realização de preço em Ferrosos, desafios de melhoria operacional e desenvolvimento de mix de produtos premium em Metais Básicos e a estabilização e ramp-up de Moatize

Luciano Siani, diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores

Ações e governança

A Vale foi registrada na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro em outubro de 1943 e na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em abril de 1968. Em fevereiro de 2000, ingressou na Bolsa de Valores de Madri (Latibex), em junho do mesmo ano, na New York Stock Exchange (NYSE), e, em julho de 2008, na NYSE Euronext Paris. No ano passado, atingimos o nível mais alto de governança na Bolsa brasileira e no mercado de ações, se tornando uma True Corporation.

Na prática, isso significa que se tornou uma empresa sem acionista controlador definido, adequando-se às regras do Novo Mercado da Bolsa de Valores, um segmento de mercado da BOVESPA para empresas do mais alto nível de governança, gestão e transparência.

“Esperamos que a vantagem competitiva da qualidade da Vale continue a dar frutos. Vemos a empresa como melhor posicionada em relação aos concorrentes, não apenas no curto prazo, mas também nos próximos anos”, afirmou o analista de mercado do Santander Gustavo Alevatto em análise após o Investor & Analyst Tour 2018.

Confiança do mercado

O crescimento e a competitividade da Vale estão ligados à confiança do mercado em nossa estratégia, governança, performance e sustentabilidade. A qualidade do produto que entregamos aos clientes tem influência direta no valor das ações da empresa, que, na última semana, atingiram seu valor máximo - R$ 55,67 - na Bolsa de Valores (Ibovespa). Um dos motivos desse marco histórico é o investimento nas vantagens competitivas de Ferrosos.

​​

Vale realiza 18ª edição do Analyst & Investor Tour