Trem da Vale – Ouro Preto e Mariana

Logística

Trem da Vale – Ouro Preto e Mariana

Conheça histórias e belas paisagens das cidades de Ouro Preto e Mariana através de um empolgante passeio a bordo da nossa locomotiva.

Que tal fazer uma viagem a bordo de um trem que é fruto da revitalização de uma antiga ferrovia construída em 1883? Viajar no Trem Turístico que leva passageiros de Ouro Preto à Mariana além de ser um passeio lindo, é quase uma viagem no tempo. Conheça mais sobre essa experiência.

Alta temporada ( janeiro, julho e feriados )

Preços da viagem

Vagão Convencional

Inteira:

R$ 50,00 ida

R$ 70,00 ida e volta

Meia:

R$ 25,00 ida

R$ 35,00 ida e volta.

Vagão Panorâmico

Inteira:

R$ 76,00 ida

R$ 100,00 ida e volta

Meia:

R$ 38,00 ida

R$ 50,00 ida e volta

Tarifa Comunidade

Ida:

R$ 25,00

Ida e volta:

R$ 35,00

Aplicável somente em alta temporada na classe Convencional


Alta temporada 2017:

  • Outubro: 12 a 15/10
  • Novembro: 02 a 05/11, 15/11

Importante!

Todos os feriados do ano são considerados alta temporada, inclusive finais de semana e dias de semana que fazem parte de feriados prolongados.


Baixa temporada ( demais meses - exceto feriados )

Preços da viagem

Vagão Convencional

Inteira:

R$ 46,00 ida

R$ 66,00 ida e volta

Meia:

R$ 23,00 ida

R$ 33,00 ida e volta.

Vagão Panorâmico

Inteira:

R$ 70,00 ida

R$ 90,00 ida e volta

Meia:

R$ 35,00 ida

R$ 45,00 ida e volta

Tarifa Comunidade

Ida:

R$ 20,00

Ida e volta:

R$ 29,00

Aplicável somente em baixa temporada na classe Convencional

  • Os naturais de Ouro Preto e Mariana, que apresentarem comprovante de residência, em nome da pessoa que está solicitando o bilhete e documento de identificação com foto terão descontos nas passagens, conforme a tabela acima.

O pagamento das passagens do Trem da Vale deve ser feito por meio de cartão de crédito ou débito.


Acesse aqui os procedimentos do passeio

Descontos para embarcar no Trem Turístico Ouro Preto-Mariana

  • Crianças até 5 anos, no colo, não pagam. Crianças de 6 a 12 anos, adultos a partir de 60 anos e estudantes (mediante apresentação de RG e carteira de estudante dentro do prazo de validade) pagam meia-entrada. A documentação deve ser apresentada no momento da compra do bilhete.

Descontos especiais

Um domingo ao mês (exceto meses de alta temporada), o Trem da Vale venderá passagens pela metade dos preços, independente da categoria.

Veja os dias de promoção e venha conhecer o Trem da Vale:

  • Setembro: 24/09
  • Outubro: 29/10
  • Novembro: 26/11

Calendário de Trens

Os passeios são realizados sextas, sábados, domingos e feriados nacionais. Confira o calendário abaixo:


Atenção

Durante o passeio de trem não é permitido:

  • Fumar
  • Consumir bebidas alcoólicas
  • Entrada de animais, com exceção de cães guia
  • Deslocar de um vagão para o outro
  • Ouvir som alto

Funcionamento das bilheterias

Ouro Preto

Tel: (31) 3551-7705

Praça Cesário Alvim, s/n. – Barra

Vendas de bilhetes de quarta-feira a domingo

Horário: das 8h30 às 17h

Mariana

Tel: (31) 3557-3844

Praça Juscelino Kubitschek, s/n. – Centro

Vendas de bilhetes de quarta-feira a domingo

Horário: das 8h30 às 17h

Histórias

De 2004 a 2006, a Vale revitalizou a antiga ferrovia construída em 1883 com 18 quilômetros de extensão, entre as cidades de Ouro Preto e Mariana, e também foi responsável pela restauração das quatro estações do percurso – Ouro Preto, Vitorino Dias, Passagem de Mariana e Mariana. Os vagões e a locomotiva foram artesanalmente reformados, conservando suas características originais.

Eixo Ferroviário

Para que a ferrovia chegasse a Ouro Preto e Mariana, foram necessários anos de espera e prodigiosas obras de engenharia, tamanhas eram as barreiras impostas pelas condições dos terrenos e da topografia da região.

A história da construção da ferrovia de Ouro Preto, iniciada em 1883, e depois do seu prolongamento até Mariana, concluído somente em 1914, assim como a história de todo o século XIX, é capítulo importante na trajetória das duas cidades.

Foi ainda, no final do século XIX, com o advento da ferrovia, que se delineou o novo rumo do desenvolvimento econômico da região, tanto em relação à industrialização quanto ao aproveitamento das suas riquezas minerais, velho sonho dos mineiros que já não podiam contar mais com o ouro.

Vagões
Locomotivas

O Trem é composto por 6 carros de passageiros, sendo 5 convencionais (240 Lugares) e 1 Panorâmico (52 Lugares) totalizando 292 lugares.

Entre esses vagões – que mantêm o mesmo desenho dos antigos trens, com interiores em madeira –, destaca-se o panorâmico, que permite, por meio da sua estrutura transparente, a visualização completa das belas paisagens e da cachoeira.

A locomotiva a vapor foi criada no início do século XIX, na Inglaterra. No Brasil, chegou em meados do século, mas se espalhou pelo país nos anos 1900, junto com as ferrovias.

A locomotiva do Trem Turístico Ouro Preto-Mariana foi fabricada pela Skoda, da República Tcheca, em 1949. O modelo Loco 201 se movimenta a velocidade máxima de 60 quilômetros por hora (km/h). A velocidade média do percurso Ouro Preto-Mariana é de 20 a 25 km/h.

A Loco 201 foi encomendada para a ferrovia Santa Fé, nos Estados Unidos. Foi comprada pela Ferrocarril, da Argentina. Em 1980, a Rede Ferroviária Federal (RFF) comprou a locomotiva para trabalhar em Santa Catarina, de onde foi trazida para as viagens do Trem Turístico Ouro Preto-Mariana. A Loco 201 não está em atividade.

Conhecida como Máquina 3, a locomotiva Brigardier foi construída por volta de 1918 na Alemanha e usada para trabalhos militares durante a Primeira Guerra Mundial. Depois do fim da guerra, foi comprada pelo governo brasileiro e usada em Minas Gerais para transportar cargas de olarias e pedreiras. A locomotiva foi recuperada pela Central do Brasil e restaurada pela Vale com recursos próprios e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Roaunet). Esta foi uma contribuição da empresa para a preservação de um ícone da nossa história. A locomotiva Brigadier, exposta na estação de Ouro Preto, não está em atividade.

Atualmente, o trem opera com a locomotiva G12.

Galeria de fotos

​​​