Simuladores: os supervideogames da mineração

Iniciativas

Simuladores: os supervideogames da mineração

Um caminhão do tamanho de um prédio de dois andares, um trem com mais de 3 km de extensão, um navio com um convés tão grande quanto três campos de futebol enfileirados. Se já é difícil imaginar equipamentos gigantes como esses, operá-los é um desafio ainda maior!

A Vale usa a tecnologia de simuladores 3D para treinar profissionais para operar essas supermáquinas que fazem parte do dia a dia das nossas minas, ferrovias e portos. Além de facilitar o aprendizado, os simuladores permitem os empregados se aperfeiçoarem com segurança antes de entrar em campo! Conheça alguns deles e divirta-se!

Caminhão fora da estrada
Locotrol
Recuperadora

O Rei das Minas

Com altura aproximada à de um prédio de dois andares e um tanque que comporta 4.500 litros de óleo diesel, o caminhão fora de estrada é um dos mais importantes equipamentos envolvidos na operação de uma mina. Capaz de carregar até 380 toneladas na caçamba, ele tem pneus que medem mais de três metros de altura. Se considerarmos 1,70 m como a estatura média do brasileiro, precisaríamos de dois adultos em pé, um em cima do outro, só para alcançarmos o topo do pneu.

Simulador de caminhão fora de estrada
Duração 00:31

Antes de conhecer melhor esse gigante da mineração, vale dizer que, caso você se interesse pelo veículo e queira ter um exemplar em casa, vai precisar desembolsar US$ 3 milhões e ter uma garagem com 12 metros de comprimento, cerca de 7 metros de largura e mais de 6 metros de altura.

O candidato a motorista tem que estar preparado para dirigir o megacaminhão! Sentado na poltrona do simulador, ele se vê dentro de uma reprodução perfeita de uma cabine, tendo à sua frente um espaço virtual que simula, com precisão, a área da mina em que ele irá trabalhar. Além disso, para entrar para o seleto rol de pilotos da supermáquina são necessários 40 dias – cerca de 250 horas – de treinamento e mais uma semana de aulas teóricas.

Raio-X do caminhão fora de estrada

Capacidade média de carga: 380 toneladas
Altura média: 6,4 metros (altura do brasileiro médio: 1,70 metro)
Combustível utilizado: óleo diesel
Capacidade do reservatório de combustível: 4.500 litros
Comprimento médio: 12,8 metros
Tamanho dos pneus: 3,3 metros de diâmetro
Largura média: 7,4 metros

Controle remoto do maior trem do mundo

Qual o resultado da soma de uma locomotiva com vários vagões? A resposta: um trem! Para que um trem se locomova é preciso uma ou mais locomotivas puxando. Quando a composição é muito grande, mais locomotivas podem ser espalhadas entre os vagões.

Simulador de trem
Duração 00:25

Operar todo esse conjunto só é possível graças ao Locotrol, um sistema por “controle remoto” que faz a integração das locomotivas distribuídas ao longo do trem. O sistema controla a tração (força) e a frenagem de forma sincronizada e independente, evitando o descarrilamento em trechos de subidas e descidas acentuadas.

Para que tudo aconteça perfeitamente, os maquinistas treinam no simulador de locomotiva, considerado um dos mais modernos do mundo. Ele reproduz exatamente toda a ferrovia, com suas curvas e trajetos. A imagem produzida em 3D é capaz de mostrar o comportamento do trem sob diferentes condições climáticas e ainda projetar situações de risco como, por exemplo, animais cruzando a linha durante a noite.

Raio-X da locomotiva

Na Estrada de Ferro Carajás (EFC) circula o maior trem do mundo em operação regular
Três locomotivas puxam 330 vagões, formando um trem de 3,3 quilômetros de extensão
O trem transporta 33 mil toneladas de minério de ferro de uma só vez, o equivalente à capacidade de transporte de mil carretas

Supermáquina que enche de minério os maiores mineraleiros do planeta

Para levar nossos minérios a todos os continentes, a Vale tem uma frota de grandes navios, entre eles o Valemax – o maior mineraleiro do mundo. Capaz de carregar cerca de 400 mil toneladas de minério de ferro por viagem, o navio tem sete porões para armazenar a carga. Cada um tão grande quanto uma quadra de tênis.

Simulador de recuperadora
Duração 00:24

Dito isso, é fácil entender que as operações nos nossos portos são complexas e exigem muita tecnologia. A recuperadora é desses equipamentos peso pesado, chegando a medir 39 metros de altura (o equivalente a um prédio de 8 andares). Ela retira o minério das pilhas do pátio de estocagem do porto e alimenta as correias transportadoras que, por sua vez, levam a carga até o carregador de navios.

O simulador de recuperadora reproduz com exatidão o pátio dos nossos portos pelo mundo. O software simula a recuperação de minério de ferro, carvão e pelotas em diferentes condições como chuva, neblina, vento forte e até mesmo defeitos em máquinas.

Raio-X da recuperadora

Altura: 39 metros
Operação é totalmente automática e monitorada pelo Centro de Controle
Capacidade: 9 mil toneladas/hora
Rodas dentadas retiram o minério das pilhas nos pátios

Centro de Engenharia Logística

Cabine do simulador de trens

Vários desses modernos simuladores estão no nosso Centro de Engenharia Logística (CEL), que oferece treinamentos técnicos de ferrovia e porto a empregados da Vale e a profissionais do mercado.

Com unidades no Brasil (Vitória, São Luís e Minas Gerais) e Moçambique, já capacitou 25.000 pessoas desde a inauguração da suaprimeira unidade em 1997.

Maquete ferroviária
Duração 01:08

No CEL há simuladores das áreas de operação ferroviária e portuária e manutenção. Um dos grandes destaques é uma maquete que reproduz o trajeto dos nossos trens e facilita o aprendizado (assista ao vídeo ao lado), além de um software que mostra virtualmente todos os constituintes do motor de uma locomotiva.

O Centro também possui simuladores dos equipamentos de porto, como empilhadeiras, recuperadoras e viradores de vagões, fundamentais no processo de carga e descarga dos navios da Vale.