Internal error

Relato Integrado 2020

Relato
Integrado
2020

A Vale lança seu primeiro Relato Integrado, com os resultados da gestão dos tópicos materiais, atualizados em 2020 após consulta junto aos seus principais stakeholders.

A aderência ao padrão do International Integrated Reporting Council (IIRC), adicionalmente ao padrão da Global Reporting Initiative (GRI) - adotado desde 2007 pela empresa para seu reporte de Sustentabilidade - tem como objetivo deixar mais clara a conexão da estratégia ESG da Vale ao seu modelo de negócio, com maior ênfase na gestão de riscos e nos impactos negativos e positivos criados por nossas operações e atividades.

O Relato traz uma abordagem de desempenho de 2020 e também um anexo – o databook ESG, com indicadores da Global Reporting Initiative (GRI); do segmento Metals & Mining do Sustainability Accounting Standard (SASB); do Task Force on Climate-related Financial Disclosures (TCFD); core metrics do Fórum Econômico Mundial (WEF) e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Nossa aderência aos Mining Principles do International Council on Mining and Metals (ICMM) também é divulgada neste anexo.

Saiba mais Acesse o Relato Integrado 2020

Saiba mais Confira o Databook ESG

Download Faça o download da versão resumida do Relato Integrado 2020

Saiba mais Clique aqui para ouvir a versão resumida do Relato Integrado 2020

Desde que assumi a liderança da Vale, poucos meses após a tragédia provocada pelo rompimento da barragem em Brumadinho, tenho enfatizado as três prioridades da empresa: pessoas, segurança e reparação. Essas três palavras nos inspiraram a seguir o caminho que acreditamos ser fundamental para construir uma Vale melhor.

Estamos determinados a reparar integralmente e compensar os danos causados pela tragédia e, não me canso de dizer, que jamais esqueceremos Brumadinho. Estamos imbuídos em contribuir, cada vez mais, para melhoria e desenvolvimento das comunidades em que nós atuamos. Sabemos que existe um caminho a ser percorrido. Mas seguimos firmes em estabelecer um Novo Pacto com a Sociedade, pilar estratégico que adotamos em 2019.

Iniciamos um intenso processo de transformação cultural e, ao longo do ano de 2020, refletimos muito sobre o nosso papel e objetivos como empresa. Nesse início de jornada, compreendemos, hoje, que existimos para melhorar a vida e transformar o futuro das pessoas e das comunidades onde atuamos, juntos! Esse é o propósito da Vale. É isso o que vai direcionar a nossa caminhada daqui para frente, que sabemos ser longa, mas estamos determinados a seguir avançando, com humildade, escuta e diálogo.

Reconhecemos que as mudanças climáticas representam cada vez mais um dos maiores desafios enfrentados pela sociedade. Vamos investir mais de USD 2 bilhões para reduzir em 33% as emissões de gases de efeito estufa de nossas operações (Escopos 1 e 2) até 2030. É o maior investimento já comprometido pela indústria da mineração para mitigação das mudanças climáticas e faz parte do compromisso assumido pela Vale de se tornar carbono neutra até 2050.

Para as emissões de Escopo 3, estabelecemos a redução em 15% até 2035, com base nas emissões de 2018. Esse compromisso considera que a maior parte da nossa pegada de carbono está na cadeia de valor, mais especificamente no processamento do minério de ferro pela indústria siderúrgica.

Todas as nossas metas estão alinhadas à ambição do Acordo de Paris. Temos o firme compromisso de contribuir com soluções que ajudem a limitar o aumento da temperatura média global em até 2°C, empenhando esforços adicionais para contribuir com a limitação deste aumento a 1,5ºC.

Neste relatório, você encontrará mais informações sobre os nossos principais resultados sociais, ambientais, econômicos e de governança, além dos nossos esforços para reparação e gestão de riscos. Como presidente da Vale, reafirmo o meu compromisso de dedicar todos os recursos possíveis para liderar a empresa rumo às transformações necessárias para criar e compartilhar valor com a sociedade.”

Eduardo Bartolomeu, presidente da Vale

Eduardo Bartolomeo

Presidente da Vale

Modelo de Negócio

Insumos

Capital Financeiro

Recursos financeiros

Capital Natural

Minérios, recursos hídricos, florestais e energéticos

Capital Humano

Empregados e terceiros

Capital Intelectual

Tecnologia: Instituto Tecnológico Vale, P&D&I e tecnologias próprias

Capital Social

Relacionamento com stakeholders prioritários

Capital Manufaturado

Estrutura logística e infraestrutura

Propósito

Existimos para melhorar a vida e transformar o futuro. Juntos.

Análise de riscos e oportunidades

Práticas de governança do Novo Mercado

Estratégia ESG conectada ao negócio

Atividades Empresariais

Exploração e pesquisa mineral

Desenvolvimento e implantação de projetos

Operação (Mineração/ Processamento/ Logística)

Fechamento e uso futuro do solo

Comercialização

Distribuição

Produtos

Minério de Ferro

Minério de Manganês

Níquel

Cobalto

Pelotas

Carvão

Cobre

Ouro

Energia

Transporte de passageiros

em ferrovias

Principais impactos


Passe o mouse nos itens para saber mais

Ambiental

Áreas de proteção (positivo)

Redução de emissões em função de maior consumo de renováveis (positivo)

Desenvolvimento de novas tecnologias e soluções (positivo)

Descaracterização de barragens e de outras estruturas (neutro)

Impactos em água, solo e ar (negativo)

Impactos em fauna e flora (negativo)

Social

Geração de emprego e renda (positivo)

Transmissão de conhecimento (positivo)

Geração de receitas por meio do pagamento de tributos (positivo)

Projetos sociais (positivo)

Conflitos pelo uso do solo (negativo)

Fatalidades e vidas mudadas (negativo)

Impactos às comunidades locais (negativo)

Reputação (negativo)

Econômico

Dividendos e valor para o acionista (positivo)

Fomento à economia local (positivo)

Infraestrutura para a sociedade (positivo)

Migrações provocadas pela presença da Vale, aumentando a demanda por infraestrutura, serviços e produtos (neutro)

Pagamento de tributos e provisões (negativo)

Reparação

Jamais esqueceremos Brumadinho. Sabemos que por maiores que sejam os esforços e projetos de reparação, nunca compensaremos as perdas de familiares, amigos e colegas, pelo rompimento da Barragem I, da mina Córrego do Feijão.

Temos a responsabilidade de cumprir com um compromisso público e, mais do que nunca, de criar estratégias que priorizem maximizar as ações com criação de impacto positivo social, ambiental, além do econômico, com principal atenção para as pessoas e comunidades impactadas.

Acordo Global de

BRL

37,7

bilhões

(USD 7,3 bilhões)

com o Estado de Minas Gerais, a Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais e os Ministérios Públicos Federal e do Estado de Minas Gerais, contemplando projetos de reparação socioeconômica e socioambiental;

Mais de

USD

530

milhões

pagos em indenizações individuais até dez/2020;

BRL

13

bilhões

(USD 2,5 bilhões)

destinados para obras de infraestrutura, iniciativas de reparação ambiental e socioeconômica e pagamento de indenizações, até dez/2020;

Mais de

8.700

pessoas indenizadas individualmente até dez/20;

*Até fev/21, foram mais de 9.100 pessoas.

Ações que fazem parte do Plano de Reparação Integral

Projetos estruturantes de socioeconomia, que buscam a reparação integral e o bem-estar das pessoas atingidas, além do pagamento das indenizações individuais.

Ações de reparação socioambiental.

Investimento em infraestrutura urbana e em equipamentos públicos.

Realização de iniciativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas dos territórios evacuados, para recompor, dentro do possível, suas condições de vida anteriores.

Saiba mais

Para informações sobre o andamento das ações de reparação em Brumadinho, clique aqui

Plano de enfrentamento à

pandemia
da Covid-19

USD

109

milhões

destinados, em 2020, ao combate da pandemia aos governos do Brasil e de outros países onde a empresa opera;

USD

1,9

milhões

doados, em 2021, para obras de ampliação do Centro Multipropósito para Produção de Vacinas do Instituto Butantan (CMPV);

15.665

empregados trabalhando remotamente até o fim de 2020;

13 aviões fretados da China para o transporte de mais de

600

toneladas de produtos, como kits e EPIs para o combate à pandemia no Brasil.

Desde o início de 2020, o mundo vem enfrentando o seu maior desafio neste século: a pandemia da Covid-19. Para conter a disseminação do novo coronavírus, implantamos medidas de segurança em todas as operações da Vale, seguindo os protocolos de classe mundial, os quais incluem a criação de processos internos de prevenção e o uso de equipamentos e de tecnologias capazes de mitigar o risco de contágio, e apoiamos ações de ajuda humanitária.

Saiba mais

Leia mais sobre as ações de prevenção e combate à Covid-19 conduzidas pela Vale

Estratégia
ESG

Os tópicos materiais da Vale lideram a agenda ESG da empresa. Esses tópicos estão conectados aos pilares da estratégia do negócio, que direciona o foco da gestão de riscos, de oportunidades e o desenvolvimento de medidas de prevenção e/ou de mitigação de impactos negativos, além da criação de valor compartilhado junto às comunidades onde a Vale atua. Conheça os compromissos 2030 da empresa, conectados à agenda da ONU:

Mudanças Climáticas
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

14,1 MtCO2e

Reduzir as emissões absolutas de gases de efeito estufa de Escopos 1 e 2 em 33% (com base em 2017) até 2030.

Ser carbono neutra nos escopos 1 e 2 até 2050.

Reduzir em 15% as emissões líquidas de Escopo 3 até 2035.

Redução de 11% das emissões absolutas de GEE, Escopo 1 e 2, em relação ao ano-base de 2017.
(Como o compromisso relacionado às emissões de Escopo 3 foi formalizado em dezembro/20, o monitoramento foi iniciado em 2020).

Redução de 26,6% das emissões de Escopo 1 e 21, em relação ao ano-base de 2017.

Redução de 18% nas emissões de Escopo 3, em relação ao ano-base de 2018.

1. Resultado apurado para Escopo 2 Marked-based.
Energia
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

Global: 69% do consumo estimado para 20301

Global: 100% de consumo de energia elétrica renovável

Global: 83% do consumo estimado para 2030 por meio de declarações dos fornecedores atestando origem renovável do consumo atual de energia no Brasil

Global: 85%3 do consumo estimado para 2030, por meio de declarações dos fornecedores atestando origem renovável do consumo atual de energia no Brasil e pela energia futura do projeto Sol do Cerrado

Brasil: 40% do consumo estimado para 20252

Brasil: 100% de autoprodução de energia elétrica renovável até 2025

Brasil: 49% do consumo estimado para 2025.

181 MW de capacidade instalada

Brasil: 62%3 do consumo estimado para 2025.

947 MW de capacidade instalada

1. Para a meta Global, as informações podem variar em função de alterações no volume e origem do consumo de energia elétrica projetado para 2030, bem como das declarações de energia. Para a meta Brasil, as informações podem variar em função de alterações no consumo de energia elétrica projetado para 2025, e da projeção de geração hidrelétrica em função das condições hidrológicas.
2. A energia futura dos projetos eólicos em implantação por parceiros (Acauã, Gravier, Folha Larga, entre outros) somente serão contabilizadas neste indicador quando da obtenção das declarações dos fornecedores atestando a origem renovável da energia destinada à Vale
3. Autoprodução estimada no Brasil em 2025, considerando a energia adicional dos projetos eólicos a ser destinada à Vale e a energia do projeto Sol do Cerrado. Os projetos eólicos e o projeto solar agregam 16 p.p. ao baseline. O aumento dos 6 p.p restantes deve-se à variação da geração hidrelétrica do portfólio atual em função das condições hidrológicas.
Água
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

0,350 m³/t FeEq

Reduzir o uso de água nova em 10%

Redução de 8,4% em relação ao baseline

Redução de 8,7% em relação ao baseline

Floresta
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

-

Recuperar e proteger mais 500.000 ha de áreas florestais além das fronteiras da empresa

106 ha

53.899,8 ha

3. Autoprodução estimada no Brasil em 2025, considerando a energia adicional dos projetos eólicos a ser destinada à Vale e a energia do projeto Sol do Cerrado. Os projetos eólicos e o projeto solar agregam 16 p.p. ao baseline. O aumento dos 6 p.p restantes deve-se à variação da geração hidrelétrica do portfólio atual em função das condições hidrológicas.
Contribuição Socioeconômica
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

-

Saúde, educação e geração de renda4

Saúde: 77 Unidades Básicas de Saúde com serviços ampliados e 955 famílias atendidas com metodologias/tecnologias sociais de acesso à água e/ou saneamento.

Educação: 1.599 profissionais de educação formados.

Geração de Renda: 461 empreendedores apoiados.

Saúde: 496 Unidades Básicas de Saúde com serviços ampliados e 955 famílias atendidas com metodologias/tecnologias sociais de acesso à água e/ou saneamento.

Educação: 3.308 profissionais de educação formados.

Geração de Renda: 1.860 empreendedores apoiados.

4. Ao longo de 2020, a Vale revisou seu posicionamento social com foco em se tornar uma indutora de capacidade social em governos, comunidades e setor privado, com o objetivo de direcionar os diversos investimentos da empresa para atender às necessidades para o desenvolvimento dos territórios. Desta forma, para 2021 em diante, novos indicadores poderão ser definidos para o melhor acompanhamento por temática, de forma a contribuir, cada vez mais, com os compromissos da Vale com o desenvolvimento sustentável e com a construção de um Novo Pacto com a Sociedade.
Lacunas ESG – Environmental, Social and Governance
Baseline (2017) Meta Resultado até dez/2019 Resultado até dez/2020

-

Eliminar principais lacunas ESG em relação às melhores práticas – 63 gaps mapeados

26

37

Conheça a lista completa e o Plano de Ação para os Gaps ESG:

A Vale, buscando aprimorar suas práticas ESG, revisou, ao final de 2020, sua lista de lacunas, acrescentando 11 novos gaps, além dos 52 gaps mapeados inicialmente, totalizando atualmente 63 gaps ESG, todos a serem fechados até 2030.

Saiba mais

Governança

Para aprimorar sua governança, a Vale vem buscando referências nas melhores práticas nacionais e internacionais e adotou diversas iniciativas em 2020.

Continuação da avaliação de desempenho

Com o objetivo de promover evolução constante na Vale, todos os anos o Conselho de Administração realiza a avaliação de desempenho com o apoio do Comitê de Pessoas, Remuneração e Governança. A partir do resultado, é elaborado o plano de desenvolvimento para o órgão e seus membros.

Readequação da Diretoria Executiva

Visando maior alinhamento com a estratégia da empresa, optamos por alterar nossa estrutura organizacional da Diretoria Executiva em 2021. Além de criarmos novas posições, revisamos a quantidade de executivos estatutários, uniformizamos as condições contratuais dos executivos e clarificamos as responsabilidades de cada um.

Adoção de novas práticas de remuneração

Nossas práticas de remuneração também mudaram. Estabelecemos um mix de remuneração equiparado ao mercado internacional; alinhamos bônus e remuneração de curto prazo às metas prioritárias da Vale como ESG, Gestão VPS, entre outras; instituímos um processo de avaliação individual de desempenho mais completo e com ações individuais de impacto na remuneração, prezando por meritocracia e pay-for-performance; aumentamos a exigência de posição acionária mínima para CEO e diretores executivos, entre outras iniciativas.

Formação do Comitê de Auditoria

Criamos o Comitê em 2020 para supervisionar a qualidade das demonstrações financeiras, controles internos, compliance, integridade e gerenciamento de riscos.

Formação do Comitê de Nomeação

O comitê nasceu em 2020 para monitorar a qualidade da composição do Conselho de Administração, garantindo o equilíbrio de experiências, do conhecimento técnico e a diversidade de seus membros.

Instituição da Diretoria de Compliance

A área reúne Integridade Corporativa, o Canal de Denúncias e a Auditoria Interna, e tem reporte direto ao Conselho de Administração.

Término do acordo de acionistas

Para nos adequarmos às novas exigências do regulamento do Novo Mercado, encerramos o acordo com as empresas Litela Participações S.A., Litel Participações S.A., Bradespar S.A,, Mitsui & Co., Ltd. E BNDES Participações S.A. – BNDESPAR. Os votos, antes pertencentes aos acionistas, deixaram de estar vinculados ao acordo.

Extensão da atuação de CIA-SB

Por entender sua importância, estendemos a atuação do Comitê Independente de Assessoramento Extraordinário de Segurança de Barragens (CIAE-SB) até abril de 2021.

Revisão de documentos

Ainda em 2020, revisamos nosso Código de Conduta da Vale e a Política Global Anticorrupção.


Saiba mais

Leia mais sobre a estrutura de Governança da Vale

Transformação cultural e modelo de gestão da Vale

A tragédia de Brumadinho representou um ponto de partida para repensarmos nossos processos. A Vale está dando passos importantes para construir uma história com maior criação de impactos positivos, por esse motivo, vivencia uma transformação cultural.

Para apoiar este processo, em 2020, a empresa institucionalizou o Vale Production System, modelo de gestão que fortalece a cultura organizacional por meio do(a): desenvolvimento de pessoas, padronização dos processos e disciplina operacional.



23 p.p. Incremento na conformidade de manutenção da Vale

Diário de bordo implementado com as rotinas críticas da liderança

Treinamento cinestésico

+ 65 mil

Projetos de melhoria continua realizados pelos empregados;

85%

de todas as unidades da Vale no mundo com Permissão de Trabalho Seguro para atividades de manutenção preventiva com previsão de 100% em 2021;

95%

de aderência à manutenção sistemática da Vale para ativos críticos1.



* 91% dos ativos críticos possuem planos de manutenção.
Dois operários com colete e equipamentos de proteção individual (EPI) observando uma das operações da Vale

Programa de gestão de riscos

95%

dos sites operacionais da Vale – 75 de 79 – implementaram o Hazard Identification and Risk Assessment (HIRA) como parte da estratégia de aperfeiçoamento da gestão de riscos operacionais.

A meta é avaliar 100% dos sites no primeiro semestre de 2021, e avaliar todas as estruturas geotécnicas até o final de 2022.

O HIRA mapeia e analisa os riscos de segurança operacional de gravidade alta ou a amplitude de risco muito alta. Identifica e define critérios de desempenho e estabelece a garantia dos controles críticos associados.

Quatro operários de costas com colete e equipamentos de proteção individual (EPI) observando uma das operações da Vale

Resultados do HIRA até dezembro/2020

597

eventos materiais indesejados mapeados

6.757

controles críticos identificados

1.298

ações imediatas concluídas

Ambiental

Os programas e planos socioambientais apresentam metas e indicadores conectados à gestão de riscos, a medidas de prevenção e de mitigação de impactos sobre a fauna, flora, emissões, resíduos, água, energia, temas socioeconômicos e questões sociais críticas. Entre os temas ambientais, são tópicos materiais para a Vale barragens, biodiversidade, ecoeficiência e mudanças climáticas.

Empregado da Vale sentado, de costas para câmera, com uma das mãos no queixo olhando para duas telas de computador a sua frente

Barragens

A Vale está engajada na redução do uso de barragens, na criação de buffers de capacidade nas operações e na melhoria da qualidade de seu portfólio, com menor geração de impacto ao meio ambiente. A empresa tem o compromisso de atingir 70% de processamento a seco de rejeitos até 2024 e planeja investir USD 2,3 bilhões para alternativas às barragens até 2025.

Saiba mais

Acesse a Política de Gestão de Resíduos Minero-metalúrgicos e outros normativos da Vale

Foto tirada de cima para baixo que retrata copas de árvores, flores e um rio

Descaracterização de barragens

Após o rompimento da Barragem I da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), a Vale acelerou o plano de descaracterização de barragens à montante para encerrar em definitivo o uso deste tipo de barragens, com reincorporação total da área ao meio ambiente, mitigando riscos às comunidades vizinhas.

Saiba mais

Leia mais sobre os planos de descaracterização

Planos de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM)

As comunidades locais são envolvidas nos processos de preparação e resposta a situações de emergência, realizadas em conformidade ao princípio 13 do GISTM (preparar-se para resposta às emergências diante de falhas nas estruturas de disposição de rejeitos), que abrangem:

Treinamentos de respostas a emergências com as comunidades de regiões expostas ao risco de dano;

Parceria com a Defesa Civil local para assegurar as condições adequadas nas simulações de emergência de protocolos;

Sirenes e alarmes instalados em locais estratégicos;

Equipes e canais de comunicação dedicados ao diálogo com a comunidade;

Apoio total para o reestabelecimento das condições de vida e trabalho das pessoas impactadas pelo remanejamento, em caso de remoção obrigatória.

Saiba mais

Leia mais sobre o PAEBM

Biodiversidade

A Vale protege ou ajuda a proteger uma área quase 11 vezes maior do que a área total ocupada pelas unidades operacionais. Clique no mapa abaixo para saber mais detalhes sobre cada região:

Área total protegida:

9.054,65 km²

Ecoeficiência

A Vale está em constante aprimoramento de seus processos operacionais, controles ambientais e sistemas de monitoramento e gestão, para minimizar os impactos decorrentes de suas emissões atmosféricas inerentes ao processo produtivo. Confira alguns resultados:

Em 2018, a Vale estabeleceu a Meta Água 2030 para reduzir o uso específico de água em 10% (ano base 2017). Até 2020, acumulou

8,7%

de redução

USD

69.7

milhões

investidos em melhorias operacionais e adoção de novas tecnologias de controle e gestão de emissões atmosféricas em 2020;

USD

125.3

milhões

investidos em ações para gestão de recursos hídricos. A taxa de reutilização de água foi de 80%.

Meta Florestal

Recuperação e proteção de mais

500

mil hectares

de áreas até 2030.

Mudanças Climáticas

A Vale reconhece que as mudanças climáticas representam um dos maiores desafios enfrentados pela sociedade. Com o objetivo de responder a este desafio, a empresa está empenhada em contribuir para limitar o aumento da temperatura média global a menos de 2°C, tal como definido no Acordo de Paris.

Em 2020, a Vale investiu USD 81 milhões em uma série de iniciativas, distribuídas em três principais rotas de solução: eficiência energética e eletricidade renovável; uso de bioenergia; eletrificação e implantação de tecnologias inovadoras.

A Estratégia Vale Carbono Neutra estabelece o compromisso de:

Tornar-se uma mineradora neutra em carbono (Escopos 1 e 2) até 2050;

Reduzir as emissões absolutas de Escopos 1 e 2 em 33%, até 2030, em relação ao ano base de 2017, alinhada ao Acordo de Paris;

Reduzir em 15% as emissões líquidas de Escopo 3, até 2035, em relação ao ano base de 2018;

Adotar um preço interno de carbono (shadow price) de USD 50 por tonelada de CO2eq, em novos projetos e investimentos – já adotado desde 2020;

Adotar um preço interno (shadow price) de carbono de USD 10 a tonelada de CO2eq, para sequestro de carbono em projetos de restauração florestal e reflorestamento – já adotado desde 2020;

Consumir 100% da energia elétrica a partir de fontes renováveis até 2025 no Brasil e, globalmente, até 2030;

Recuperar e proteger 500 mil hectares adicionais até 2030.

Vagão de trem com logo da Vale e a mensagem estampada “100% elétrica”

Energia Elétrica Renovável

Na busca pela liderança na mineração de baixo carbono, estamos comprometidos em atingir 100% de autoprodução de energia elétrica a partir de fontes renováveis no Brasil até 2025, e consumo de 100% de eletricidade renovável globalmente até 2030. Como contribuição importante para esta meta, a Vale anunciou, em dezembro de 2020, o projeto Sol do Cerrado para geração de energia solar, no município de Jaíba (MG), no Brasil.

Em 2020, a Vale implementou o SmartEnergy, sistema automatizado que fará a gestão global do consumo de energia na empresa. O desafio para 2021 é automatizar 80% da matriz energética da Vale, garantindo transparência e confiabilidade.

Social

Três empregados da Vale, um homem e duas mulheres, com equipamentos de proteção individual e rádios comunicadores em um porto. Atrás deles, há um navio

Saúde e segurança

A vida em primeiro lugar é um dos nossos valores. A obsessão por segurança e gestão de riscos, um dos nossos comportamentos-chave. Toda a estratégia de saúde, segurança e risco da Vale considera que todo acidente pode ser evitado. A busca constante por identificar e controlar riscos é parte integral da nossa rotina, e tem como objetivo principal eliminar, de forma sustentável, fatalidades no ambiente de trabalho.

Alinhado com a estratégia, foram definidas as seguintes metas de saúde e segurança para 2025:

Reduzir em

50%

o número exposições aos agentes nocivos à saúde no ambiente de trabalho até 2025.

Zerar

o número de lesões registráveis de alto potencial (N2) até 2025.

Empregada da Vale, com máscara e capacete, sentada no banco de um caminhão com as mãos no volante

Pessoas

O trabalho de cada um dos empregados da Vale é essencial para o sucesso e o crescimento da empresa. Em dezembro de 2020, a Vale encerrou o ano com aproximadamente 74,3 mil empregados próprios e 111,9 mil empregados terceirizados, sendo 57,7 mil nas operações/administrativos e 54,2 mil em projetos.

Capacete Distribuição empregados por país

Distribuição de empregados próprios e terceiros por país (2020)

Número de empregados próprios e terceiros – por localização geográfica

Próprios

Terceiros

Brasil 58.249 90.877
América do Sul 190 140
América do Norte 6.169 4.617
Europa 293 109
Ásia 4.454 7.964
Oceania 1.263 198
África 3.698 8.016
Total: 74.316 111.921

Em 2020, houve um crescimento de 43% no total de terceirizados, em função das obras da Diretoria de Reparação, aumento da carteira de projetos correntes, retomada de obras em 2020 após paralisação, dado o cenário de pandemia, e inclusão de terceiros associados a contratações por nível de serviço.

Duas empregadas Vale com máscaras olhando uma tela de computador. Atrás delas,  um empregado está trabalhando em seu computador de costas para câmera

Diversidade e Inclusão

Em 2019, a Vale firmou seu compromisso de valorizar a diversidade e promover a inclusão ao aprovar uma estratégia de diversidade global com direcionadores, como a promoção de um ambiente seguro e de respeito às singularidades de cada pessoa.

Nesse sentido, realizou uma série de inciativas. Entre elas, destacam-se:

Aumento de mulheres na Vale

% total de mulheres na Vale

Gráficos em formato de rosca indicando a porcentagem de mulheres na Vale. À esquerda, o gráfico apresenta o total de “13,5%” referente ao ano de 2019, indicado no meio do círculo. À direita, o número é de “16.3%” referente ao ano de 2020, também indicado no meio do círculo.

+26%

em comparação a 13,5% em 2019.

Mulheres na liderança Sênior da Vale

% total de mulheres na liderança Sênior da Vale

Gráficos em formato de rosca indicando a porcentagem de mulheres na liderança sênior da Vale. À esquerda, o gráfico apresenta o total de “12,4%” referente ao ano de 2019, indicado no meio do círculo. À direita, o número é de “15,9%” referente ao ano de 2020, também indicado no meio do círculo

+28%

de aumento na representatividade de mulheres em posições de liderança sênior

Sensibilização dos times por meio de workshops, campanhas, webinars e rodas de conversa sobre temas como gênero, racismo, orientação sexual e deficiência;

Lançamento da Política Global de Diversidade e Inclusão, formalizando o compromisso com a construção de ambientes psicologicamente saudáveis, respeitosos, inclusivos e de igual acesso a oportunidades;

Formação de grupos de afinidades de Equidade Étnico-racial e LGBTQIA+, que têm sido fundamentais para acelerar a jornada de Diversidade e Inclusão da Vale;

Implementação do Programa de Trainee com processo de seleção às cegas – pensando em um pipeline de futuros líderes, foram destinadas 50% das vagas para homens e 50% para mulheres;

Criação do Programa de Formação Profissional nas operações do Brasil e Canadá, exclusivo para mulheres, com contratação de aproximadamente 500 mulheres;

Formação Profissional de indígenas para atuar nas operações de Voisey’s Bay, elevando a representatividade deles em 41% na força de trabalho desta localidade.


Saiba mais

Acesse a Política de Diversidade e Inclusão

Menino sorrindo em primeiro plano e, ao fundo, nove meninos tocando instrumentos

Comunidades locais

A partir do diálogo com a sociedade, planejamento participativo e convergência de ações, políticas públicas e planos territoriais governamentais, privados e/ou da sociedade civil, a Vale tem a ambição de fomentar o Desenvolvimento Territorial das localidades onde atua.

No Brasil, das 1.215 comunidades locais, distribuídas entre 120 municípios, 411 são comunidades prioritárias para o engajamento. A meta da empresa é que todas estas tenham Plano de Relacionamento elaborado.

Em 2020, 236 dessas comunidades prioritárias possuíam plano, totalizando 57% de cobertura. Para 2021, está previsto um aumento na taxa de cobertura para 62% e, até 2030, a estimativa é que 100% das comunidades prioritárias estejam contempladas por Planos de Relacionamento e Investimento.

15.559

manifestações

de comunidades foram registradas em 2020, onde 99,01% foram respondidas e 72,6% atendidas.

a Vale avaliou e estabeleceu tratativas a

100%

dos casos

(5 no total) de alegações de Direitos Humanos registrados em 2020

Empregado da Vale olhando para o horizonte de braços cruzados e sorrindo

Direitos Humanos

82% das operações realizaram a avaliação de risco em Direitos Humano, em 2019. Em 2020, 100% das operações da Vale inseriram seus riscos no sistema de gestão de riscos da empresa.

Em 2020, aproximadamente 7,9 mil empregados próprios realizaram treinamentos em Direitos Humanos, totalizando mais de 8,8 mil horas. Desde 2017, esse número chega a mais de 26 mil horas de treinamento.

Investimento Social Privado

Fundação Vale

A Fundação Vale tem no desenvolvimento social seu maior propósito.

De forma colaborativa, identificamos necessidades e potencializamos oportunidades para fortalecer políticas públicas e contribuir para a promoção de transformações sociais estruturantes nos territórios em que a Vale atua. Atualmente, está presente no Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e Rio de Janeiro.

*Dados de 2020 .O resultado consolidado do ano é divulgado no Relatório Anual de Atividades, publicado no site Fundação Vale.

Mulher em uma plantação sorrindo e jogando sementes para cima

2 milhões de pessoas impactadas;

Mulher sorrindo, erguendo com as duas mãos um vaso de plantas

52 municípios, de 6 estados brasileiros;

Dois meninos, em uma sala de aula, fazendo lição com a supervisão da professora

164 mil estudantes e 645 unidades de educação beneficiadas, o que representa cerca de 30% dos estudantes e 50% das escolas da rede pública, nos 17 municípios atendidos por projetos de educação;

Funcionária da saúde atendendo um paciente

419 Unidades Básicas de Saúde apoiadas, o que representa 100% das UBS dos 29 municípios atendidos pelo Ciclo Saúde, que prestam atendimento a 1,8 milhões de pessoas;

Mulher em uma plantação sorrindo e jogando sementes para cima

2,5 mil empreendedores apoiados;

Crianças correndo ao ar livre dentro de uma escola, com um arco íris ao fundo

3,6 mil crianças e jovens inscritos nas Estações de Conhecimento.

Foto tirada de cima para baixo de homem tocando seu trompete

BRL 25 milhões (USD 4,8 milhões) disponibilizados, em 2020, via 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais, com 2.814 projetos inscritos e 68 selecionados

Menina com roupa e pose de ballet clássico olhando para o lado, com as mãos na barra de apoio de dança

+ de USD 30 milhões destinados a projetos culturais selecionados, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, em 2020, e mais de USD 6 milhões em projetos com recursos próprios.

Menino segurando um trompete enquanto olha para a câmera, com desenhos de instrumentos musicais em giz em uma lousa atrás dele

+ de 160 projetos - das áreas de patrimônio, música, festividades e circulação, museus e centros culturais –, de todas as regiões brasileiras, serão executados em 2021 – 3x mais que em 2019.

*Dados de 2020. Para saber mais informações acesse o site do ICV.

Instituto Cultural Vale

A criação do Instituto Cultural Vale em 2020 fortalece a atuação de mais de 20 anos da Vale no setor cultural, com projetos patrocinados, apoiados ou próprios.

Fundo Vale

Somos um fundo de fomento e investimento criado em 2009 pela Vale. Aportamos recursos de forma estratégica para apoiar e fortalecer negócios de impacto socioambiental positivo. Inicialmente dedicados à Amazônia, região onde se concentram as principais atividades da Vale, expandimos nossa atuação e contribuímos também com os desafios socioambientais de outras regiões no país.

Foto tirada de cima para baixo mostrando grande vegetação e um rio, com um barco e reflexo do céu azul na água

Em 2020: mais de 1 mil hectares de áreas degradadas recuperadas, sob a liderança do Fundo Vale, por meio de negócios produtivos em sistemas agroflorestais e silvipastoris.

Homem de costas carregando uma cesta cheia de grãos de café

USD 1,2 milhões disponibilizados em crédito a 10,5 mil produtores rurais e extrativistas beneficiados de 82 associações e cooperativas, abrangendo área de 32,6 mil hectares – da qual 1/3 está localizada na Amazônia Legal, em Linha de Crédito Emergencial lançada em decorrência da pandemia.

Dados de 2010 a 2020. Para saber mais informações acesse o site do Fundo Vale.

Mulher, em um laboratório, trabalhando com tubos de ensaio

Mais de 450 trabalhos científicos publicados;

Mulher segurando, com as duas mãos, um vidro de laboratório com substância amarela dentro

36 pesquisadores e cerca de 100 bolsistas;

Dois homens sorrindo, em um laboratório, desenvolvendo uma tecnologia em um carro pequeno

Rede estabelecida de colaboradores no Brasil e no exterior.

Os dados acima são referentes aos anos de 2010 a 2020. Para saber mais informações acesse o site do ITV.

Fundação Vale

Criado em 2010, o Instituto Tecnológico Vale (ITV) é uma instituição sem fins lucrativos, com o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas e científicas para os desafios da cadeia de mineração e sustentabilidade nos territórios em que a Vale está presente. Os pilares de atuação são pesquisa, capacitação e empreendedorismo.

Contato

Dúvidas e comentários sobre o Relato Integrado devem ser enviados pelo canal Fale Conosco.

Saiba mais Clique aqui