Sobre a Vale

01/06/2018

Descubra a diferença entre minério, metal, minerais e rochas

O que diferencia um minério de um mineral? Todo metal é minério? O minério é uma rocha? Por vezes, podem surgir algumas dúvidas quanto à mineração, principalmente pelo caráter complexo do negócio. Afinal, o minério é vendido diretamente para outras empresas e chega ao consumidor já no produto final, como celulares, computadores e carros. Nesta matéria, explicamos a diferença entre quatro termos relacionados à mineração que podem ser facilmente confundidos.

Minerais

Mineral é um corpo natural sólido e cristalino formado em resultado da interação de processos físico-químicos em ambientes geológicos. Cada mineral é classificado e denominado não apenas com base na sua composição química, mas também na estrutura cristalina dos materiais que o compõem. Para descobrir a composição de um mineral, é feita uma análise química e física, que determina as proporções relativas dos diferentes elementos químicos daquele mineral e a sua estrutura cristalina (por exemplo quartzo, pirita, hematita etc).

Rocha

As rochas são agregados de um ou mais minerais. Desta forma, pode-se afirmar que todas as rochas são constituídas de minerais. É possível descobrir do que elas são feitas por meio da análise de sua composição química ou da composição mineralógica. Essa última expressa as diferentes proporções dos minerais que constituem a rocha.

Minério

É um agregado de minerais rico em um determinado mineral ou elemento químico que é economicamente e tecnologicamente viável para extração (mineração). O cobre, por exemplo, acontece naturalmente em alguns tipos de rochas, mas só é possível tornar-se um minério quando se concentra em quantidades elevadas e é possível de ser extraído da natureza.

Metais

São elementos extraídos de alguns minérios encontrados em solos e rochas – o ferro e o cobre são recolhidos dos minérios já na forma adequada para serem utilizados; o aço e o bronze, por outro lado, precisam ser associados a outras substâncias. Os metais podem ser separados em dois grupos: os ferrosos (compostos por ferro), como ferro e aço, e os não-ferrosos, como alumínio, cobre e metais pesados (chumbo, níquel, zinco e mercúrio).

Mas com quais minérios a Vale trabalha?

Minério de Ferro

O minério de ferro pode ser obtido na natureza na forma de rochas, misturado a outros elementos. No dia a dia, é possível encontrá-lo na construção de casas, na fabricação de carros e de eletrodomésticos.

Níquel

Material duro e maleável, que mantém suas propriedades físicas e mecânicas, mesmo quando exposto a temperaturas extremas. Pode ser encontrado em diversos itens: desde moedas até no brilho do acabamento das torneiras de metal.

Carvão

O material é essencial para a transformação do minério de ferro em aço e pode ser utilizado para a geração de energia. Pode ser de dois tipos: metalúrgicos ou térmicos.

Cobre

Material de cor laranja-avermelhada, com prioridades de condução de calor e de energia, que superam as de qualquer outro metal explorado comercialmente. O cobre é usado na transmissão de energia, em fiações e em quase todos os equipamentos eletrônicos.

Manganês e Ferroligas

O manganês está presente na composição de pilhas e na produção de tintas, e é essencial na fabricação de aço, assim como as ferroligas - combinações de ferro, com um ou mais elementos químicos, inclusive, o próprio manganês.

​​​

Descubra a diferença entre minério, metal, minerais e rochas