Vale conclui Project Finance do Corredor Logístico de Nacala

Sobre a Vale

23/03/2018

Vale conclui Project Finance do Corredor Logístico de Nacala

A Vale concluiu e desembolsou os recursos do Project Finance para o Corredor Logístico de Nacala (CLN), que liga Moçambique ao mar, passando pela República do Malauí. Nossa empresa recebeu US$ 2,6 bilhões como reembolso de parte dos shareholders loans (empréstimo de acionistas) concedidos para a construção do CLN, líquido de determinados prêmios e comissões pagos, ou a serem pagos, pelo CLN. Os recursos serão utilizados para fortalecer o balanço da companhia e reduzir seu endividamento, seguindo a estratégia de geração de valor para o acionista.

De onde vieram os recursos?

  • Japan Bank for International Cooperation (JBIC)
  • Nippon Export and Investment Insurance (NEXI), que representa as seguintes instituições: Sumitomo Mitsui Banking Corporation; The Bank of Tokyo Mitsubishi UFJ Ltd; Mizuho Bank Limited; Sumitomo Mitsui Trust Bank Limited; Nippon Life Insurance Company e Standard Chartered Ban
  • Export Credit Insurance of South Africa Limited (ECIC), que representa as seguintes instituições: ABSA Bank Limited; Investec Bank Limited; Rand Merchant Bank e The Standard Bank of South Africa Limited
  • African Development Bank (AfDB)

Entenda a transação

Project Finance é uma modalidade de estruturação financeira para a realização de projetos onde a fonte de receita para o pagamento da dívida de financiamento vem do fluxo de caixa gerado pela sua própria operação. A dívida será amortizada em 14 anos com os recursos provenientes da tarifa relacionada aos serviços de transporte de carvão e aos serviços de carga geral fornecidos pelo CLN.

Cooperação internacional

Para concluir a transação, a Vale contou com o apoio dos Governos tanto de Moçambique quanto do Malauí. A cooperação das autoridades em todos os níveis dos Governos possibilitou todos os enquadramentos regulatórios, financeiros e legais que apoiam o Project Finance.

A Vale espera que o Project Finance de Nacala se torne um cartão de visita e uma referência para a atração de outros investimentos de larga escala em ambos os países.

Saiba mais sobre o Corredor Logístico de Nacala

O que é? Linha férrea de 912 km ligando a Mina de Carvão de Moatize, em Tete, em Moçambique, ao Terminal marítimo de Nacala-à-Velha, na província de Nampula, cruzando a República do Malauí. O terminal conta com um pátio para estocagem de, aproximadamente, 1 milhão de toneladas de carvão e aproveita a baía profunda que existe ali para receber cerca de 150 navios de grande porte por ano.

​​

Vale conclui Project Finance do Corredor Logístico de Nacala