Sobre a Vale

29/11/2021

Vale inova ao produzir areia sustentável que reduz a geração de rejeitos

 

Unindo inovação, sustentabilidade e benefícios para sociedade, a Vale realizou investimentos na ordem de R$ 50 milhões no desenvolvimento de uma areia produzida a partir de adequações na operação de minério de ferro no Estado de Minas Gerais. O material arenoso, anteriormente descartado em pilhas e barragens, é processado e transformado em produto, seguindo os mesmos controles de qualidade da produção de minério de ferro.

Após sete anos de pesquisa, a Areia Vale chega à indústria da construção civil como uma alternativa 100% legal e eficiente para uso em cimento, pré-moldados em concreto, blocos intertravados, pavimentação, entre outros. De acordo com Marcello Spinelli, vice-presidente executivo de Ferrosos da Vale, o produto é resultado de práticas operacionais mais sustentáveis.


aspas  

Esta ação promove a economia circular dentro das nossas unidades e reduz o impacto da disposição de rejeitos para o meio ambiente e a sociedade, além de ser uma alternativa confiável para a indústria da construção civil, que possui uma alta demanda por areia”

diz Spinelli.

 

O que antes era rejeito, agora, retorna para um novo tratamento e torna-se um produto com alto teor de sílica e baixo teor de ferro.

Por tratar-se de um processamento essencialmente físico, a areia não apresenta toxidade, visto que não sofre alteração na composição dos materiais. Outro ponto positivo para a constr​ução civil é que o produto apresenta alta uniformidade química e granulométrica.

Entenda as etapas do processo produtivo no vídeo abaixo:


 

Um dos grandes diferenciais da Areia Vale é contribuir para a economia circular, visto que, o material que era destinado às barragens em forma de rejeito, retorna para a sociedade como uma alternativa para um produto que sofre com a extração predatória.

Você sabia que a areia, um natural e finito é o segundo mais explorado globalmente?



Segundo a Organização das Nações Unidas, estima-se que cerca de 40 a 50 bilhões de toneladas de areia são usadas por ano no mundo. Depois da água, este é o recurso que mais sofre com a extração ilegal e predatória.



Escala de produção

Só em 2021, mais de 250 mil toneladas do produto já foram processadas e destinas a venda para empresas ou doação a prefeituras para uso em concretos, argamassas, pré-fabricados, artefatos, cimento e pavimentação rodoviária.

Até o momento, a Vale já negociou mais de 1 milhão de toneladas de areia para empresas de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e o Distrito Federal. As entregas serão realizadas no próximo ano.

A perspectiva para 2023 é de ainda mais crescimento, alcançando 2 milhões de toneladas.

aspas  

Estamos nos preparando para escalar ainda mais a destinação de areia a partir de 2023. Para isso, estamos com um time de profissionais dedicados para este novo negócio e adequando nossas operações para atender as necessidades do mercado”

explica Rogério Nogueira, diretor de Marketing de Ferrosos da Vale.​


Para saber detalhes sobre as características da Areia Vale, conhecer seus componentes e os produtos provenientes da sua utilização, acesse:

Areia Vale: operações mais sustentáveis.
​​​
​​​​​​

Vale inova ao produzir areia sustentável que reduz a geração de rejeitos