Entenda as barragens da Vale

Sobre a Vale

Entenda as barragens da Vale

Entenda as barragens
da Vale

barragem

O que são barragens

Barragens são estruturas projetadas por engenheiros, utilizadas como reservatório para contenção e acumulação de substâncias líquidas ou de mistura de líquidos e sólidos provenientes do processo de beneficiamento de minérios.

Confira o significado desta e de outras palavras sobre o tema no Glossário
Barragens da Vale

Onde estão as barragens da Vale?

A Vale tem um total de 133 barragens de minério de ferro no país, sendo 80% delas localizadas em Minas Gerais

icone brasil

133

Barragens de minério de ferro no país
icone brasil

80%

em Minas Gerais

Barragens no Brasil
Tipo de barragens

Entenda os tipos de barragens

Quando uma barragem é criada, um dique é construído para que os rejeitos de minério sejam contidos. Esse é o dique de partida. À medida que a barragem vai recebendo mais rejeitos, novas camadas são colocadas em cima do dique de partida (operação chamada de alteamento). O alteamento pode ser de diferentes tipos. Os principais utilizados pela Vale são: alteamento a jusante (modelo convencional) e a montante.

Jusante/Convencional

A Jusante/ convencional

O maciço da barragem é construído em solo compactado, independentemente do tipo de rejeito depositado na mesma. Os alteamentos são realizados no sentido do fluxo de água (jusante).

À Montante

À Montante

O corpo da barragem é construído com o uso de rejeito através de alteamentos sucessivos sobre o próprio rejeito depositado. Os alteamentos são realizados no sentido contrário ao fluxo de água (montante). A barragem necessita de rejeito grosso para que o maciço possa ser construído.

processamento
Tipos de processamento

Processamento a úmido e a seco

O beneficiamento do minério bruto (ROM) pode ser realizado por dois procedimentos distintos: a úmido e a seco. O material proveniente da mina, após o processo de beneficiamento a úmido, traz como resíduo um material denominado rejeito. Esse resíduo é disposto em barragens.

Cresce a produção a seco

produção  a seco
Produção a Seco
Produção a úmido
Produção a úmido

2014

2014

2018

2018
Atuação

Plano de Ação

A Vale apresentou às autoridades brasileiras um plano para acelerar o descomissionamento de todas as barragens construídas pelo método de alteamento à montante. Isso significa que todas desse tipo serão descaracterizadas como barragens de rejeitos e reintegradas ao meio ambiente. Atualmente a Vale possui 10 barragens construídas nesse método e o plano de ação imediato consiste em acabar com todas elas, que atualmente estão inativas.

R$ 5 bilhões investidos

R$ 5 Bilhões

serão investidos. A execução levará de 1 a 3 anos.

1º Passo

Os projetos de descomissionamento serão enviados para autorização dos órgãos competentes nos próximos 45 dias.

2º Passo

Assim que as autorizações forem obtidas, a Vale vai iniciar o processo de mobilização das empresas e no prazo de 60 dias as operações nos sites próximos às barragens a montante serão paralisadas até a conclusão do descomissionamento das estruturas. Isso irá agilizar a execução das obras.

3º Passo

Descomissionar as barragens adotando medidas de proteção adicionais nas comunidades em articulação com o poder público, até a reincorporação das barragens ao relevo e ao meio ambiente.

O que é descaracterização?

Descaracterização é o processo de encerramento definitivo do uso de uma barragem, ou seja, a estrutura não possui mais característica de barragem e é totalmente reincorporada ao relevo e ao meio ambiente.

drenagem

Dragagem da barragem

drenagem

Tratamento dos resíduos

drenagem

Retirada das estruturas de diques

drenagem

Recuperação e reflorestamento da área

Ação de curto prazo

O que é descaracterização?

Descaracterização é o processo de encerramento definitivo do uso de uma barragem, ou seja, a estrutura não possui mais característica de barragem e é totalmente reincorporada ao relevo e ao meio ambiente.

Mais segurança

Rotina de Segurança das Barragens

Monitoramento

monitoramento
  • Inspeções quinzenais são reportadas e analisadas para verificar se as barragens estão enquadradas na Política Nacional de Segurança de Barragens.
  • Dados dos monitoramentos são analisados por engenheiros geotécnicos, que avaliam frequentemente se os níveis de leituras dos instrumentos estão condizentes com as condições de operação normal das estruturas.
  • Softwares acompanham eventuais mudanças que possam ocorrer em barragens.
  • Equipamentos geotécnicos automatizados permitem informação em tempo real que ficam disponibilizadas em um centro de monitoramento e controle.
  • Inspeções visuais em que o técnico vai a campo verificar se há trincas ou qualquer indicação de que a barragem não está funcionando conforme tinha que funcionar.
  • Nossas barragens são auditadas periodicamente por especialistas externos.

Prevenção

prevenão
  • Laudos de estabilidade das barragens emitidos por empresas independentes e de renome internacional.
  • Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM): o documento tem orientações sobre prevenção e ações necessárias nos casos de emergência. É elaborado pela Vale e protocolado em instituições públicas.
  • Parceria com a Defesa Civil para que moradores que vivem próximo as barragens saibam como reagir em situações de emergência, cadastramento e reuniões de ativação.
  • Simulados realizados junto às comunidades.
  • Canal aberto de comunicação com a comunidade para dúvidas e esclarecimentos sobre o PAEBM para mapear a quantidade de moradores, quais moradores possuem alguma dificuldade de locomoção, comunicação ou deficiência.