Resultado Financeiro 4T19

Negócios

Resultado Financeiro 4T19

A Vale divulgou nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, seu resultado financeiro referente ao quarto trimestre de 2019. A empresa segue comprometida em aumentar a segurança das pessoas e reparar o dano causado com o rompimento da barragem de Brumadinho.

Um ano se passou desde a ruptura da Barragem I, e gostaria de reafirmar o nosso respeito pelas famílias das vítimas. A Vale permanece firme em seus propósitos: reparar integralmente Brumadinho e garantir a segurança de nossas pessoas e ativos. Temos feito progressos significativos, com um efetivo programa de reparação, com melhorias relevantes em nossa governança e operações, e com um plano de descaracterização para nossas barragens a montante sob implementação acelerada. Estamos fazendo o de-risking da Vale. Estamos construindo o caminho para tornar o nosso negócio melhor, mais seguro e mais estável

Eduardo Bartolomeo, Diretor-Presidente

Progresso da Reparação

Desde as primeiras horas da ruptura da barragem, a Vale tem cuidado de vítimas e famílias impactadas, prestando assistência para restaurar sua dignidade e meios de subsistência. A Vale também tem apoiado governos locais e entidades públicas, dada a extensão dos impactos e a interrupção das operações da Vale na região. Para apoiar o resgate da fauna e mitigar os impactos ambientais, foram mobilizados mais de 700 profissionais, um hospital e um abrigo para animais.

Reparar os danos causados de maneira justa e ágil é fundamental para as famílias, e a Vale tem priorizado iniciativas e recursos para este fim. Com base no diálogo aberto com autoridades e pessoas afetadas, a Vale elaborou o Programa de Reparação Integral, estruturado nos pilares social, ambiental e de infraestrutura, para garantir que ações e recursos efetivamente compensem indivíduos e comunidades, recuperem o meio ambiente e possibilitem o desenvolvimento sustentável de Brumadinho e arredores.

Entre as iniciativas realizadas pela empresa estão:

  • Indenização trabalhista para 244 dos 250 trabalhadores que perderam suas vidas no desastre, considerando 611 acordos, 1.570 beneficiários e R$ 1,4 bilhão pago
  • Indenização individual ou coletiva alcançando 4.451 beneficiários e mais de R$ 679 milhões pagos
  • Assistência Emergencial para aproximadamente 106 mil pessoas que residem em Brumadinho e ao longo do rio Paraopeba
  • Um plano foi desenvolvido para remover e tratar rejeitos, recuperar a fauna e a flora, e garantir a captação e o fornecimento de água para a Região Metropolitana de Belo Horizonte
  • Duas estações de tratamento de água (ETAF) já estão em operação para limpar e devolver a água tratada ao Córrego Ferro-Carvão e ao rio Paraopeba
  • A primeira barragem a ter suas obras de descaracterização completas foi a 8B, em dezembro de 2019

Em nosso site, prestamos contas das ações realizadas até o momento: www.vale.com/prestacaodecontas

Quanto aos resultados financeiros em 2019, a Vale contabilizou um EBITDA de US$18,0 bilhões, ficando US$ 1,4 bilhão superior a 2018, principalmente devido a maiores preços (US$ 5,991 bilhões) e variações cambiais favoráveis (US$ 571 milhões).

No período, o EBITDA do segmento de Minerais Ferrosos foi de US$ 16,997 bilhões, ficando 16% acima de 2018, principalmente devido a maiores preços de venda (US$ 6,099 bilhões), o que foi parcialmente compensado por menores volumes de vendas (US$ 2,463 bilhões) e maiores custos (US$ 885 milhões), em decorrência dos impactos do rompimento da Barragem I.

A geração de caixa foi de US$ 8,105 em 2019, viabilizando o aumento no caixa e equivalente de caixa para US$ 8,176 bilhões, ficando US$ 2,452 bilhões acima do 4T18.

Para conferir os relatórios financeiro e de produção na íntegra, clique abaixo. Nesta sexta-feira, dia 21 de fevereiro, serão realizadas teleconferências (webcasts) às 10h (português) e às 12h (inglês), no horário de Brasília, para comentar os resultados.