Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Ciclo de Vida do Negócio

O planejamento integrado e sistêmico das etapas que compõem o ciclo de vida da mina favorece a otimização de processos e a gestão de riscos, além de ser essencial para o sucesso das atividades minerárias e para que o fechamento de mina possa ser realizado adequadamente.

Etapas do ciclo de vida de uma mina:

As ações de fechamento de um empreendimento minerário devem considerar os múltiplos atributos legais, ambientais e sociais relevantes para o processo, além das questões econômicas.

Fechamento de Mina:
O planejamento integrado e sistêmico, associado às etapas que compõem o ciclo de vida de minas, incluindo o fechamento de mina, é essencial à sustentabilidade dos territórios em que elas ocorrem. As ações de fechamento precisam ser previstas, assim como devem ser antecipadas as intervenções socioeconômicas para a minimização de impactos negativos na economia local e regional. 

Com o objetivo de garantir o sucesso dessas ações, a Vale estabelece um planejamento integrado por meio de uma equipe multidisciplinar. Assim, é possível promover a reintegração dos territórios minerados aos meios físico, biótico e socioeconômico, contribuindo para o desenvolvimento sustentável dessas localidades.

Para orientar sua estratégia e ações, a empresa conta com o Guia de Fechamento de Mina e outras diretrizes internas.  A empresa também participa do grupo de discussão para Fechamento de Mina do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM – International Council on Mining and Metals), que tem a participação de 23 empresas do setor.

A Vale acompanha e monitora todas as ações de fechamento de mina e reabilitação progressiva das suas unidades, por meio da gestão da correta da alocação de recurso. Em 2019, a empresa desembolsou aproximadamente R$ 150 milhões em atividades de fechamento definitivo e progressivo. 

Durante o ano de 2019, não houve atualização de Planos de Fechamento de Mina. Os Planos estão em linha com as boas práticas adotada pelo ICMM e legislação nacional. Para 2020, está planejado o desembolso de R$ 234 milhões para o descomissionamento de estruturas geotécnicas, civis e industriais e preparação para o fechamento de mina, sem considerar as atividades de descaracterização das barragens alteadas à montante.

Nossa Gestão

Durante a implantação e  nas etapas  iniciais de uma unidade operacional, a abordagem para o plano de fechamento é prognóstica e conceitual.  No decorrer da operação e definido o horizonte de fechamento, os estudos e os projetos evoluem de modo a alcançar as etapas detalhadas.

Para o sucesso desses projetos, a Vale estabelece um planejamento integrado por meio de uma equipe multidisciplinar. Assim, é possível promover a reintegração dos territórios minerados aos meios físico, biótico e socioeconômico, potencializando a concatenação das ações de fechamento entre as diferentes fases de um empreendimento mineiro e contribuindo com a cadeia de valor.

Em resumo, nossos objetivos para o fechamento de minas são:

Descomissionamento:
É a fase do ciclo de vida da estrutura que se inicia com a confirmação de que a mesma já não é mais necessária no contexto operacional do empreendimento e, portanto, poderá passar por obras que visam o seu fechamento.

Governança

O tema fechamento de mina tem posição especial na estratégia de negócio da Vale.

A Gerência Executiva de Gestão Ambiental da Vale é responsável pela normatização da temática fechamento de mina e faz parte da segunda linha de defesa na gestão de riscos. Fornece subsídios para que as operações sejam encerradas de acordo com as melhores práticas e requisitos legais.

Para a área de Ferrosos, a Diretoria de Minas Fechadas trabalha na estabilização e descaracterização das estruturas geotécnicas existentes, garantindo o monitoramento contínuo. Também tem como prioridade a atuação para fechamento de minas e uso futuro com conceitos de valor compartilhado com a sociedade.

Provisão para Descomissionamento de Ativos e Fechamento de Mina

Elaboramos e revisamos, anualmente, uma estimativa de custo para descomissionamento de ativos (cavas, pilhas, barragens, instalações industriais etc), que segue a metodologia ARO - Asset Retirement Obligation com divulgação nos relatórios contábeis, que atende aos requisitos definidos pela International Accounting Standard (IAS) 37 e SEC – Securities and Exchange Commission e faz parte dos fluxos definidos pela empresa para atendimento à Lei Sarbanes-Oxley.

Para a Vale, o Fechamento de Mina e sua respectiva provisão configuram-se como ferramentas de planejamento da maior importância, dada sua permeabilidade em praticamente todos os processos associados aos empreendimentos minerários (pesquisa, implantação, operação e fechamento), e não apenas ao encerramento das atividades. São processos dinâmicos quanto ao conteúdo e ao grau de detalhamento, devendo, portanto, ser periodicamente atualizados, tendo em vista adequar-se às eventuais modificações das características socioambientais e culturais da sua área de influência das minas da empresa.

A Vale acompanha e monitora todas as ações de Fechamento de Mina e Reabilitação Progressiva das suas Unidades, fazendo a gestão da correta alocação do recurso. Para 2020, a Vale está planejando o desembolso de R$ 1,25 bilhão para o descomissionamento de ativos e preparação para o fechamento de mina.

Parcerias

Políticas e Normas

PGS-002828 - Guia de Fechamento de Mina:

Estabelece diretrizes para que todas as unidades operacionais de mineração da Vale tratem o descomissionamento de ativos e o fechamento de mina em seus planejamentos, na forma de um Plano de Fechamento de Mina (PFM) específico. Este Plano deverá considerar as ações necessárias tanto para a descomissionamento progressivo de cada ativo, quanto para o fechamento do empreendimento propriamente dito, ao final da sua vida útil.

PTP-000873 - Provisão para descomissionamento de ativos:

Estabelece diretrizes e critérios para gestão da provisão para descomissionamento dos ativos Vale. Todos os ativos tangíveis de longo prazo, associados aos empreendimentos de mineração em implantação, operação, paralisados e encerrados da Vale e das empresas do Grupo Vale possuem provisão constituída.

Visão de Riscos

O ICMM (“International Council on Mining and Metals”) propõe a implementação de uma abordagem que as empresas de mineração controlem os riscos financeiros na etapa de fechamento da mina para que sejam eliminados os passivos ambientais e se possa deixar um legado ambiental e social positivo para a sociedade após o encerramento das atividades minerárias.

Perspectivas

A temática "fechamento de mina" na Vale possui os seguintes pilares de atuação:

Planejar

Estabelecer e unificar processos-chave

Inovar

Assunto novo para a companhia e relativamente inédito para o mercado nacional

Aculturar

“A cultura devora a estratégia no café da manhã” – Peter Drucker

Valor compartilhado

Valor do negócio + Valor social

Business Case

A Vale, desde 2014, vem realizando o fechamento progressivo de seus ativos. Vários já foram descomissionados, a exemplo dos ativos da Mina de Águas Claras, que está em processo de fechamento.

Recuperação da Mina de Águas Claras

A extração de minério de ferro na Mina de Águas Claras, localizada no município de Nova Lima – MG, ocorreu entre 1973 e 2002. A mina pertencia à Mineração Brasileiras Reunidas(MBR), adquirida pela Vale em 2006.

Atualmente, a unidade é utilizada como área administrativa da companhia em Minas Gerais e abriga cerca de 2 mil funcionários, além disso a mina encontra-se em processo de fechamento, onde já foram realizadas diversas atividades, dentre as quais:

Leia também

Imagem Resíduos

Resíduos

Incentivamos a geração de emprego e renda a partir de práticas de reciclagem

Leia mais
Imagem Nossa Estratégia e Compromissos

Nossa Estratégia e Compromissos

Conheça os pilares que norteiam a nossa estratégia

Leia mais