Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Desempenho de Barragens



Revisões Externas

A Vale demanda revisões periódicas sobre as condições de segurança física e hidráulica das barragens, feitas por empresas externas e independentes. Essas revisões atendem aos requisitos legais brasileiros e aos compromissos estabelecidos com autoridades brasileiras, como o Ministério Público e a Agência Nacional de Mineração (ANM). As principais revisões são:



Relatório de Inspeção de Segurança Regular (RISR)

Atende a Portaria DNPM 70.389/17, do Governo Federal, que criou o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração e o Sistema Integrado de Gestão em Segurança de Barragens de Mineração.

A revisão é feita duas vezes por ano, em março e setembro, e inclui a análise da condição de estabilidade da estrutura, com emissão da Declaração de Condição de Estabilidade (DCE). A Vale estruturou o processo de auditoria RISR conforme descrito abaixo, com realização a cada seis meses:



Auditoria Independente

Realizadas por empresas internacionais, essas auditorias atendem às demandas do MP, com envio periódico de relatórios. Quando ações de reforço são aplicáveis, um monitoramento da estabilidade da barragem é feito pela mesma empresa auditora, ao longo de um ano após a conclusão das obras. Conheça o fluxo das auditorias independentes:



Engenheiro de Registro

Em janeiro de 2020 a Vale estabeleceu a função de Engenheiro de Registro (EoR) para fortalecer a governança de seu Sistema de Gerenciamento de Rejeitos, como uma como etapa de inspeção adicional. A presença desse profissional é uma boa prática recomendada pela Mining Association of Canada (MAC), pelo Canadian Dam Association (CDA) e pelo Comitê Independente de Assessoramento Extraordinário de Segurança de Barragens (CIAE-SB), estabelecido pela própria empresa em 2019.

O EoR realiza a inspeção de segurança regular e emite relatórios técnicos mensais, interpretando continuamente os resultados das atividades de inspeção e monitoramento das estruturas, entre outras atribuições. O EoR é externo às operações e está integrado às linhas de defesa da Vale e ao nível de gestão sênior, de forma a atuar com a autoridade requerida para esse tipo de função. Nesse modelo de acompanhamento contínuo e rigoroso, caso seja constatada alteração na condição de segurança de alguma estrutura, uma nova Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) poderá ser emitida a qualquer momento, ao longo do ano.



Desempenho das barragens

Segue abaixo uma lista com um resumo das avaliações dos EoRs sobre as barragens, diques e empilhamentos drenados da Vale no Brasil, abrangidos pela Política Nacional de Segurança de Barragens, isto é, aquelas que apresentam ao menos uma das seguintes características:



Legendas
Saiba mais sobre as legendas
Satisfatório com possíveis melhorias operacionais
Satisfatório com restrição
Satisfatório com possibilidade de comprometimento de segurança
Insatisfatório com possibilidade de comprometimento de segurança




Relatórios Técnicos

Em atendimento ao artigo 14 da Lei 23.291/19, que instituiu a política estadual de segurança de barragens no estado de Minas Gerais, a Vale disponibiliza as seguintes informações e relatórios técnicos no que se refere às suas barragens: