Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Territórios Evacuados

Desde o rompimento da Barragem B1, em Brumadinho, temos adotado padrões mais conservadores na avaliação de nossas barragens. Por isso, reagimos ao menor sinal de interferência nos territórios, realizando realocações preventivas ou evacuações emergenciais, quando recomendado. Cientes dos efeitos dessas ações, dedicamos todos os esforços para melhorar a qualidade de vida das pessoas, de modo a recompor, dentro do possível, as condições anteriores.

Os frutos dos Planos de Compensação e Desenvolvimento já estão sendo colhidos.

Em um esforço conjunto com o poder público e com as comunidades impactadas pelas evacuações emergenciais e realocações preventivas, além da construção e das reformas de equipamentos públicos, seguimos investindo em projetos de fortalecimento das organizações sociais locais, diversificando as fontes de renda e incentivando novas frentes de negócio. Em paralelo a isso, mantemos nosso compromisso de aumentar a segurança das comunidades, intensificando ações preventivas, corretivas e de monitoramento nas nossas estruturas.

Municípios com comunidades evacuadas ou realocadas preventivamente:

Arte Territórios Impactados Arte Territórios Impactados

Barão de Cocais

Barragem Sul Superior, mina de Gongo Soco (Nível 3 de emergência)​

156 famílias evacuadas

Pacote de iniciativas ​

Chegou a hora de tirar do papel as iniciativas definidas pelo comitê do Plano de Compensação e Desenvolvimento, a partir do amplo processo de consulta pública realizado em 2020. Serão investidos mais de R$40 milhões nas áreas de educação, saúde, infraestrutura e urbanismo, desenvolvimento econômico, esporte, meio ambiente e cursos d’água, turismo, cultura, segurança pública e assistência social. Outros R$30 milhões estão sendo investidos no município com base em diálogos com a prefeitura e com a comunidade, somando mais de R$70 milhões.

O comitê do Plano de Compensação e Desenvolvimento de Barão de Cocais é formado por representantes da comunidade, do poder público, de instituição de ensino, da associação comercial do município e da Vale.

Conheça, a seguir, todas as obras e ações previstas:

Educação
  • Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho (PPMT) + HUB de Carreiras;
  • Implantação do Centro de Qualificação Profissional em Práticas Gastronômicas - Cozinha Escola em Barão de Cocais;
  • Apoio na Reforma da Universidade Aberta do Brasil (UAB);
  • Doação de 60 computadores para a renovação do laboratório de informática da UAB;
  • Programa de Assistência Pedagógica;
  • Apoio à reforma de escolas municipais.
Desenvolvimento econômico
  • Estudo para a diversificação econômica de Barão de Cocais;
  • Programa de Desenvolvimento de Fornecedores;
  • Programa de Desenvolvimento de Pequenos Empreendimentos;
  • Programa de identificação e valorização de elementos culturais do território;
  • Programa Horizonte.
Saúde
  • Apoio na construção do Centro de Especialidades Médicas (CEM) e Reabilitação Físico-Motora;
  • Apoio na construção, reforma e aquisição de equipamentos para implantação de 10 leitos de UTI no Hospital Municipal;
  • Apoio ao Resgate Voluntário;
  • Programa Ciclo Saúde.
Meio ambiente e cursos d’água
  • Apoio na estruturação do aterro sanitário municipal;
  • Programa de fortalecimento da Associação de Catadores e conscientização da sociedade;
  • Melhorias na Fazenda Soledade.
Segurança Pública
  • Apoio na implantação do Projeto Olho Vivo;
  • Apoio à Polícia Civil;
  • Apoio à implementação da Guarda Municipal.
Assistência Social
  • Programa Valorizar;
  • Plano de Fortalecimento da Participação Social;
  • Programa de Proteção Social.
Cultura
  • Apoio na construção construção de complexo multicultural;
  • Apoio na reabertura do museu Fernando Toco em Cocais;
  • Apoio na requalificação do sobrado do cartório em Cocais;
  • Apoio na reforma da Capela Nossa Senhora Aparecida em Barão de Cocais;
  • Programa Criando Caminhos.
Esporte
  • Apoio a entidades esportivas;
  • Apoio na ampliação e reforma do Poliesportivo Central;
  • Apoio para a conclusão do complexo esportivo do bairro Dois Irmãos.
Turismo
  • Mapa georreferenciado das serras do Garimpo e Cambotas com pontos de apoio ao turismo de aventura;
  • Revitalização da entrada de Cocais;
  • Apoio para a instalação do Centro de Apoio ao Turista (CAT) do Entre Serras, em Cocais (Circuito do Ouro);
  • Apoio para a instalação do Centro de Apoio ao Turista (CAT) em Barão de Cocais.
Infraestrutura e urbanismo
  • Apoio na construção de um parque de exposição;
  • Reforma e revitalização de praças;
  • Implantação do Plano de Mobilidade.
Perspectiva da Praça da Lagoa reformada

Perspectiva da Praça da Lagoa reformada

Reforma da Praça da Lagoa

Em breve, os moradores de Barão de Cocais terão de volta a Praça da Lagoa totalmente reformada. O projeto incluiu reformas do campo de futebol, da quadra poliesportiva, da academia ao ar livre e da passarela metálica. Além disso, instalação de sistema de drenagem e irrigação, construção de playground e uma nova tribuna para a imprensa, melhorias na iluminação, substituição dos bancos e paisagismo.

Órgãos envolvidos

  • Prefeitura de Barão de Cocais​
  • Câmara de Vereadores​​
Curso de crochê para moradoras da ZAS, no Espaço de Convivência

Curso de crochê para moradoras da ZAS, no Espaço de Convivência

Atividades Sociais

Até pouco tempo, aprender pintura, bordado e crochê era só um sonho para Maria Aparecida Brito, moradora da Vila do Gongo. Depois de participar das oficinas oferecidas pela Casa do Artesão, ela já planeja, inclusive, vender seus trabalhos. Maria Aparecida participou do primeiro ciclo do projeto de atividades sociais para os moradores das comunidades evacuadas de Socorro, Piteira, Tabuleiro e Vila do Gongo, que foi concluído com mais de 350 capacitações. O segundo ciclo teve início em agosto. As atividades são realizadas em parceria com a Casa do Artesão, com o Projeto Sementes e com a ONG Juventude Viração, e acontecem no Espaço de Convivência, que foi reformado e estruturado em 2020.

Projeto Aprender​

Em novembro, tiveram início as capacitações para as comunidades da ZAS, da barragem Sul Superior, realizadas em parceria com o Instituto Yara Tupynambá. Os cursos profissionalizantes nas áreas de gastronomia, estética, jardinagem e inglês básico foram definidos com base nas demandas dos moradores e a partir dos resultados do diagnóstico social realizado em 2019. Entre eles, estão o de beneficiamento de produtos da agricultura familiar, quitandas tradicionais mineiras, bolos decorados, corte e penteados, manicure e pedicure.

Reunião com moradores de Barão de Cocais para explicar o processo

Desmobilização do estado de prontidão

A construção da Estrutura de Contenção a Jusante (ECJ), a 6,8 km da barragem Sul Superior, permitiu o aumento da segurança nas áreas urbanas de Barão de Cocais. Com isso, os trabalhadores presentes nos sete pontos de encontro, além de três ambulâncias para o atendimento a acamados e onze veículos emergenciais, foram desmobilizados com a aprovação da Defesa Civil Municipal.

A ECJ também permitirá o retorno das famílias evacuadas da Vila do Gongo que ainda não foram indenizadas e tenham interesse em voltar às suas residências de origem. O retorno somente será possível após o protocolo e validação da versão atualizada do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM) da barragem Sul Superior pelos órgãos competentes (atualmente previsto para maio de 2022). O processo será discutido diretamente com os moradores, respeitando suas preferências.

Órgãos envolvidos

  • Defesa Civil

Redução do nível de emergência da barragem Sul Inferior​

Em junho, a barragem Sul Inferior, da mina de Gongo Soco, teve seu nível de emergência reduzido de 2 para 1. A mudança, que atesta o aumento da segurança e da estabilidade da estrutura, é resultado de obras corretivas no talude. As melhorias foram acompanhadas e atestadas pela consultoria técnica responsável, tendo como referência normas internacionais.

Ouro Preto

Barragem Doutor, mina de Timbopeba (Nível 1 de emergência)​

174 famílias evacuadas

Vista aérea de Antônio Pereira

Vista aérea de Antônio Pereira

Avanços do Comitê

As reuniões do comitê do Plano de Compensação e Desenvolvimento, formado por representantes das microrregiões de Antônio Pereira e Vila Antônio Pereira, do poder público e da Vale, tiveram início em outubro com o acolhimento. O objetivo era promover uma aproximação inicial entre os representantes, passando pela instalação até chegar aos encontros para as definições de critérios de análise e priorização das ações de melhorias sugeridas na consulta pública realizada em 2020.

Nesta fase, estão sendo discutidos os dez temas apontados na ocasião: saúde, infraestrutura e urbanismo, turismo, assistência social, educação, esporte, meio ambiente e cursos d’água, desenvolvimento econômico, participação social e segurança pública.

Os avanços das reuniões estão sendo comunicados amplamente para as comunidades por meio dos informativos elaborados pelos próprios membros. As reuniões também estão sendo transmitidas ao vivo para os moradores. A divulgação, de maneira ampla, foi consenso entre os 24 membros, como parte dos esforços para dar visibilidade e transparência ao trabalho do comitê.

Entrega do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) reformado

Entrega do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) reformado

Reforma no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS)

Mais de 840 famílias em situação de vulnerabilidade que contam com os serviços de proteção social básica foram beneficiadas com a reforma, idealizada para garantir mais segurança e conforto no atendimento.

Escola Estadual Daura de Carvalho Neto entregue à comunidade

Escola Estadual Daura de Carvalho Neto entregue à comunidade

Reforma na Escola Estadual Daura de Carvalho Neto

Realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Minas Gerais, a obra contribuiu com o ambiente de aprendizado e com a segurança das mais de 600 crianças matriculadas.

Sala de atendimento da Fundação Sorria

Sala de atendimento da Fundação Sorria

Reforma na Fundação Sorria

Para melhorar as condições de atendimento, a unidade dedicada a tratar a saúde bucal de crianças e adolescentes passou por uma reforma completa, pensada para melhorar o aproveitamento das estruturas já existentes. O projeto incluiu pintura interna e externa, revisão elétrica e hidráulica, revestimento cerâmico da copa, revisão e troca de portas e armários, além da limpeza geral de pisos e azulejos. A Fundação Sorria também recebeu novos equipamentos odontológicos.

Luciene Matias, aluna que está à frente do projeto social Gigantex

Luciene Matias, aluna que está à frente do projeto social Gigantex

Trilhas do Saber

Os profissionais de educação e de esporte de Antônio Pereira ganharam novas ferramentas para incentivar a prática de exercícios nas escolas e em outras áreas da comunidade. Nos próximos meses, eles vão participar de ciclos de formação promovidos pelo projeto Trilhas do Saber, desenvolvido pela Vale em parceria com o Sesi-MG e com apoio da Prefeitura Municipal.

A iniciativa vai fortalecer o entendimento da prática esportiva como direito fundamental, reforçando sua conexão com o desenvolvimento humano, a partir de vídeos e manuais técnicos, capacitação para a gestão de projetos e captação de recursos, tutoriais nas escolas, bem como fortalecimento da conexão entre famílias e redes de apoio à criança e ao adolescente.

Agenor Magalhães, vice-presidente da Associação de Moradores da Vila Residencial Antônio Pereira

Agenor Magalhães, vice-presidente da Associação de Moradores da Vila Residencial Antônio Pereira

Programa de Fortalecimento das Associações de Catadores

Os catadores de Antônio Pereira estão recebendo uma consultoria técnica para ampliarem sua capacidade produtiva e de gestão, possibilitando uma maior geração de trabalho e a destinação sustentável de resíduos. O projeto envolve a elaboração e execução do planejamento estratégico, regularização da documentação, oficinas formativas, estudo de mercado, plano de inovação e de investimento, além de suporte técnico para a prestação de contas.

Estudo socioterritorial

Em paralelo à construção do Plano de Compensação e Desenvolvimento, realizamos um estudo socioterritorial do distrito de Antônio Pereira com o objetivo de avaliar as ações da Vale no território, além de compreender melhor a realidade local e identificar as expectativas da população. Participaram voluntariamente das entrevistas moradores realocados, moradores que permanecem residindo em Antônio Pereira e na Vila Residencial Antônio Pereira, comerciantes, representantes da Prefeitura Municipal de Ouro Preto e da Defesa Civil, entre outros representantes institucionais.

Assinatura do termo de pactuação entre Vale e Prefeitura de Ouro Preto

Assinatura do termo de pactuação entre Vale e Prefeitura de Ouro Preto

Termo de pactuação para a Saúde

Assinamos, em novembro, um termo de pactuação com a Prefeitura Municipal de Ouro Preto para ampliar o atendimento das demandas de saúde e psicossociais no distrito. No total, repassaremos R$ 379 mil para a contratação de equipe multidisciplinar, incluindo psicólogos, psiquiatra e assistente social. Também disponibilizamos vans para o transporte das equipes de atendimento e pacientes.

Obras para reparação de vias em Antônio Pereira

Obras para reparação de vias em Antônio Pereira

Reparação de vias

Conforme acordado com a comunidade, concluímos a manutenção das ruas em Antônio Pereira que foram utilizadas para a passagem de veículos antes da construção da via de acesso às obras preparatórias para descaracterização da barragem Doutor. Foram contempladas a Rua Grande, Rua da Lapa Queimada e Rua das Flores. A Rua Terezinha Pessoa ainda será recuperada. As obras incluem o recapeamento do asfalto, a troca de passeios e serviços de drenagem.

Itabirito

Barragens Forquilhas I e III, mina de Fábrica (Nível 2 e 3 de emergência, respectivamente)

17 famílias evacuadas

Quadra da E.M Guilherme Hallais reformada, entregue em setembro

Quadra da E.M Guilherme Hallais reformada, entregue em setembro

Espaços renovados para o esporte e a educação

A volta às aulas presenciais para cerca de 2.200 alunos da rede pública de Itabirito teve boas surpresas. Além de retomarem o contato presencial com professores, colegas e amigos, eles encontraram em suas escolas espaços revitalizados para a prática de esporte. Desde julho, quatro escolas receberam suas quadras revitalizadas, com nova iluminação, pintura do piso, instalação ou reforma de alambrados, instalação de acessórios de esportes (traves e rede de vôlei) e, em alguns casos, cobertura do espaço. Reformados, os espaços de lazer e prática de esportes estarão abertos também à comunidade.

Unidade Básica Nossa Senhora do Bonsucesso - Unidade de Apoio

Unidade Básica Nossa Senhora do Bonsucesso - Unidade de Apoio

Unidade Básica - Nossa Senhora do Bonsucesso

Cerca de 300 moradores da comunidade de Bonsucesso, em Itabirito, terão atendimento de saúde pela rede pública mais perto de casa. Com capacidade para 32 atendimentos médicos e 12 atendimentos odontológicos, a Unidade Básica Nossa Senhora do Bonsucesso – Unidade de Apoio foi entregue à população no dia 7 de dezembro.

Capela do Senhor Bom Jesus do Matozinhos

Capela do Senhor Bom Jesus do Matozinhos

Iluminação de pontos turísticos

Entre julho e agosto, realizamos uma consulta pública para os moradores elegerem quais pontos turísticos de Itabirito ganharão nova iluminação. Em breve, estes cartões-postais ficarão ainda mais bonitos. Conheça os pontos que serão iluminados e quantas indicações dos moradores cada um deles recebeu.

Órgãos envolvidos

  • Prefeitura Municipal de Itabirito

Trilhas do Saber - esporte e lazer

Profissionais de Itabirito ligados à educação e aos esportes, ou interessados em desenvolver ações e projetos nessas áreas, estão participando do Trilhas do Saber. A iniciativa oferece, por meio de tutoriais e ciclos de formação, novas ferramentas para incentivar a prática de exercícios nas escolas e em outras áreas da comunidade. Em outra frente, o Trilhas do Saber realizará tutoriais nas escolas para oferecer aos professores e demais profissionais ferramentas de estímulo à cidadania e de interiorização de valores indispensáveis ao protagonismo infantojuvenil. Haverá ainda uma etapa dedicada ao fortalecimento da conexão entre famílias e redes de apoio à criança e ao adolescente.

Órgãos envolvidos

  • SESI
Estrutura de contenção das barragens Forquilhas I, II, III, IV e Grupo

Estrutura de contenção das barragens Forquilhas I, II, III, IV e Grupo

Estrutura de Contenção aumenta segurança das comunidades

A Estrutura de Contenção da Mina Fábrica, em caso de eventual rompimento das barragens Forquilhas I, II, III, IV e Grupo, funciona como uma barreira para que o rejeito não atinja a área urbana da cidade e o meio ambiente, garantindo a segurança das pessoas e reduzindo significativamente os impactos sociais e ambientais. Finalizada em maio de 2021, a estrutura possui 95 metros de altura e 330 metros de comprimento. A contenção aumenta a segurança das pessoas que vivem em comunidades próximas e protege as Zonas de Segurança Secundária das referidas barragens, que incluem parte dos municípios de Itabirito, Raposos, Rio Acima e Nova Lima, além de três bairros de Belo Horizonte.

A contenção foi construída sob as mais rigorosas normas nacionais, as melhores práticas de engenharia e referências técnicas de entidades internacionais. A Vale segue avaliando junto com a auditoria técnica do Ministério Público a necessidade de ações complementares. A entrega do projeto é passo importante para firmar nosso compromisso de reduzir os riscos do processo de descaracterização das barragens a montante.

Nova Lima (Macacos)

Barragem B3/B4, mina de Mar Azul (Nível 3 de emergência)

97 famílias evacuadas

A cerimônia de início das obras aconteceu em setembro, com a presença da comunidade e de representantes da Prefeitura Municipal de Nova Lima.

A cerimônia de início das obras aconteceu em setembro, com a presença da comunidade e de representantes da Prefeitura Municipal de Nova Lima

Reforma do campo de futebol do Capela Velha

A reforma do campo de futebol do bairro Capela Velha foi iniciada e deve ser concluída no primeiro semestre de 2022. Entre as melhorias estão a recuperação do gramado natural, instalação de iluminação, alambrado e traves, implantação de sistema de irrigação e drenagem. O projeto contempla, ainda, a divisão do campo em três menores para futebol society, com acessos independentes. Com as obras, o espaço se transformará em um local de lazer preparado para receber atletas e amadores de todas as idades.

Órgãos envolvidos

  • Associações locais
  • Prefeitura Municipal de Nova Lima
Perspectiva da quadra reformada do Jardim Amanda

Perspectiva da quadra reformada do Jardim Amanda

Reforma da quadra do Jardim Amanda

Em outubro, começaram as obras para reforma da quadra do Jardim Amanda. Será realizada a revitalização do espaço, com recomposição dos alambrados, nova iluminação e pintura. Além disso, parte da antiga escola provisória será transformada em vestiários e salas administrativas. A quadra reformada foi entregue à comunidade em fevereiro de 2022.

Associação Gestora das Águas e Melhorias do Parque do Engenho (Agape)

Associação Gestora das Águas e Melhorias do Parque do Engenho (Agape)

Parque do Engenho tem rede hídrica ampliada

Em outubro, os moradores do Condomínio Parque do Engenho, em Macacos, receberam o terceiro poço artesiano do bairro. A obra é uma ampliação da rede hídrica do território e foi necessária para que todas as famílias sejam atendidas com água própria para consumo. A ação é fruto de uma parceria entre a Vale e a Associação Gestora das Águas e Melhorias do Parque do Engenho (Agape).

Órgãos envolvidos

  • Associação Agape

Retorno das famílias para as casas localizadas fora da ZAS

Desde agosto de 2021, 43 famílias de Macacos que estavam realocadas, puderam retornar às suas casas em segurança. Estas famílias possuem direito a uma indenização e o retorno é possível porque foi concluído e apresentado às autoridades o estudo da mancha definitiva da barragem, que concluiu que essas casas estão fora da ZAS (Zona de Autossalvamento).

A realocação havia sido realizada de forma preventiva em 2019, visando a segurança dessas famílias, até que o estudo da mancha definitiva fosse concluído e protocolado, o que foi feito em novembro de 2020. A viabilidade do retorno foi documentada em acordo firmado com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), órgão que auditou o estudo da mancha definitiva da barragem.

As famílias que residiam dentro da ZAS permanecerão em hotéis, pousadas e moradias escolhidas por elas até que a indenização seja concluída. A empresa arca com as despesas fixas (aluguel, IPTU, água e luz), cesta básica e gás. Comprometida em indenizar, de forma justa e célere, todos os impactados, os processos de acordo extrajudiciais seguem avançando. A todas as pessoas indenizadas, a Vale disponibiliza o Programa de Assistência Integral ao Atingido, que oferece apoio psicossocial, educação financeira, orientações para a compra de imóveis e para a retomada produtiva. Isso permite que as famílias possam planejar o futuro diante das novas condições econômicas e socioambientais.

Obras de eliminação da barragem B3/B4

Obras de eliminação da barragem B3/B4

Saiba como está a obra para eliminar a barragem B3/B4

A barragem B3/B4, da Mina Mar Azul, passa por obras de eliminação que irão remover totalmente os rejeitos e reintegrar a área ao ambiente local. Para garantir a segurança dos empregados que atuam nas obras de eliminação de barragens a montante e da comunidade, são adotados rigorosos padrões de segurança. Uma das ações realizadas é o uso de equipamentos sem operadores, controlados remotamente para acesso à área da barragem.

Desde novembro de 2020, quando a remoção da barragem começou, já retiramos mais de 800 mil metros cúbicos de rejeito e estéril da estrutura, o que equivale a 17% do total.

Após a conclusão da eliminação da barragem, vamos executar o plano de recuperação ambiental e a retirada da estrutura de contenção que implantamos em Macacos. A previsão é concluir o projeto na B3/B4 até 2027.

A estrutura é monitorada 24h pelo Centro de Monitoramento Geotécnico (CMG). Realizamos ações contínuas para avaliar e reduzir os impactos da obra para a comunidade, como o desligamento e reposicionamento de parte dos postes e refletores para diminuir a luminosidade nas imediações; a substituição dos tratores por modelos mais novos e mais silenciosos; e a construção de uma barreira acústica com estéril para atenuar o ruído da área.

Conselheiro Lafaiete

Pilha de estéril, Morro da Mina (Nível 1 de emergência)

648 alunos realocados

Perspectiva da nova sede da Escola Municipal Meridional

Perspectiva da nova sede da Escola Municipal Meridional

Começa a construção da nova sede da Escola Meridional

As obras da nova sede da Escola Meridional começaram em setembro de 2021. A iniciativa é uma compensação social para a comunidade escolar que garante a retomada da normalidade. Os alunos da escola tiveram as aulas suspensas, preventivamente, em março de 2020, em função da reavaliação técnica da estabilidade de uma pilha de estéril da operação que fica próxima à escola. Desde então, ocupam uma estrutura de transição criada pela Vale nas dependências do Centro Universitário Presidente Antônio Carlos (Unipac).

A nova unidade será construída em terreno de aproximados 17 mil m² doado pela Vale. O projeto amplia a capacidade de atendimento de 650 para 840 alunos em dois turnos. Com mais de 8 mil m² de área construída e adaptada à acessibilidade, a escola terá 21 espaços educacionais, biblioteca, arena multiuso, salas de recursos para alunos com necessidades especiais, sala de artes, enfermaria e dois playgrounds, além de área administrativa e áreas de apoio e serviço.

Políticas e Normas

Leia também

Investimento Social

Investimento Social

Buscamos o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida das comunidades

Leia mais
Impacto a Comunidades

Impacto às Comunidades

Conheça as nossas iniciativas de relacionamento com comunidades

Leia mais