Brasil gera mil Maracanãs lotados de lixo
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

Brasil gera mil Maracanãs lotados de lixo

14/07/2017 12:00
​​

Imagine mil estádios do Maracanã lotados de lixo. Pois essa foi quantidade de resíduos gerados no Brasil somente no ano de 2015. Uma experiência em Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, busca mudar esses números e literalmente esvaziar as lixeiras. Como resultado, materiais que antes eram jogados no lixo têm se transformado em trabalho e renda, preservação do meio ambiente e mais: dignidade.

A transformação iniciou há três anos, quando o município pôs fim ao lixão a céu aberto, implantou um aterro controlado e reuniu os ex-catadores de lixo que viviam no local em uma na Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Recicláveis (Coolettar). As iniciativas contaram com o apoio da Vale, que opera dois empreendimentos de mineração em Canaã. Este ano a cooperativa ganhou maior reforço também de parte da população, escolas, empresários, Agência Canaã e a Fundação Vale, que realiza, com recursos do S11D, programa de incentivo a empreendimentos sociais: o Agir- Apoio à Geração e Incremento de Renda.

Com a iniciativa, além de uma agenda de trabalho de conscientização sobre a importância da coleta seletiva e a adesão de parte da população, em apenas cinco meses, mais de 100 toneladas de resíduos deixaram de virar lixo, para ganhar novas formas de utilização. O faturamento gerado com a venda dos resíduos recolhidos na cidade aumentou e hoje é três vezes maior.

​​
​​