Samarco informa sobre o comportamento da pluma de turbidez no mar
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

Samarco informa sobre o comportamento da pluma de turbidez no mar

08/01/2016 11:00

A Samarco vem realizando o acompanhamento do comportamento da pluma de turbidez na região marinha e esclarece que não há, neste momento, qualquer comprovação técnica de que o material observado na região de Abrolhos seja proveniente do acidente com a barragem de Fundão. Dados sobre a direção de ventos e intensidade de marés registrados nos últimos dias apontam para uma probabilidade muito baixa de deslocamento da pluma de turbidez do litoral de Linhares até o Arquipélago de Abrolhos. A empresa mobilizou equipes para a coleta de amostras que serão avaliadas em laboratório.

Cabe destacar que existem outros fatores de influência de movimentação de sedimentos na região costeira do Espírito Santo e sul da Bahia, bem como o registro de fenômenos climáticos que ocasionaram, nos últimos dias, a formação de ondas no litoral entre 1,5m e 2,5m que provocaram ressuspensão natural de sedimentos outros que não têm relação com o acidente ocorrido na Barragem de Fundão.

A empresa vem disponibilizando sistematicamente recursos como aeronaves e imagens de satélite e colocou à disposição dos órgãos ambientais uma aeronave para sobrevoo até a região de Abrolhos para a avaliação da condição de dispersão de sedimentos. A Samarco também realiza o monitoramento em diversos pontos na região da foz - água salobra - e do oceano – água salina, além do monitoramento de toda a extensão do rio Doce - água doce.