Resíduos

Relatório de Sustentabilidade

Resíduos

O compromisso da Vale com as questões ambientais e sociais também está refletido na forma como gerenciamos os resíduos do nosso processo produtivo.

Aplicamos em 2012 aproximadamente US$ 281,5 milhões em barragens, diques e pilhas de estéril para a gestão de resíduos minerais, o que representou o maior dos investimentos ambientais da empresa (27%). Com isso, procuramos optimizar os processos por meio de diversas iniciativas. Uma delas, por exemplo, é a recuperação e o aproveitamento destes materiais para sua utilização em outros processos industriais, como na produção de cimento e cerâmica.

Também buscamos implantar as melhores alternativas para reciclagem, reaproveitamento e destinação correcta dos resíduos não minerais. Em 2012, implantamos nossa primeira instrução global sobre o assunto e investimos US$ 57 milhões na gestão de resíduos não minerais.



Cases

  • More sustainable railways

    Ferrovias mais sustentáveis

    Uma solução inovadora poderá trazer ganhos sustentáveis às ferrovias da Vale. Em 2012, a empresa concluiu os testes de três tamanhos de dormentes de plástico.

    A nova tecnologia substituirá a demanda por dormentes de outros materiais, uma vez que é totalmente reciclável, mais leve que as versões de concreto e aço e com expectativa de vida até cinco vezes maior do que as de madeira.

  • Waste transformed into products

    O que era resíduo agora virou produto

    Um dos principais subprodutos da Vale Fertilizantes é o fosfogesso, gerado no processo de obtenção do ácido fosfórico, matéria-prima utilizada na produção de fertilizantes. A empresa busca desenvolver políticas internas para fomentar o reaproveitamento e a comercialização do fosfogesso, transformando o que era para ser um resíduo em subproduto do processo. A Vale Fertilizantes fornece o fosfogesso como gesso agrícola, fonte de macronutrientes secundários para as plantas e correctivo para o solo, e também como aditivo para o cimento.


Relatório de Sustentabilidade 2012