900 alunos de Mariana e Barra Longa se preparam para voltar às aulas
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

900 alunos de Mariana e Barra Longa se preparam para voltar às aulas

15/02/2016 12:00

Com o apoio da Samarco, cerca de 900 alunos dos distritos de Mariana e do município de Barra Longa afetados pelo acidente com a barragem se preparam para o início do ano letivo, após o Carnaval. Imóveis foram reformados e alugados pela empresa, novos espaços foram preparados e também será oferecido apoio no transporte de estudantes.

Barra Longa

Na Escola Estadual Padre José Epifânio Gonçalves, foi concluída a reforma do salão social e do laboratório de informática. Também estão em obras o laboratório de química e a quadra poliesportiva.

A escola receberá o mobiliário necessário, como mesas, cadeiras, bancos, computadores e instrumentos de laboratório, além de papéis, canetas, lápis e outros itens importantes para a realização das aulas. Estudam na instituição em torno de 600 alunos, dos anos finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Pronatec.

Os cem alunos da Educação Infantil da Escola Municipal José de Vasconcelos continuarão as aulas no espaço que foi locado, reformado e mobiliado pela Samarco no ano passado.

Em Gesteira, o imóvel que também foi preparado em novembro para receber os 19 alunos do Ensino Fundamental está recebendo novas obras de melhoria. A preparação do espaço inclui pintura e reparos no telhado, piso e instalação elétrica.

Mariana

Depois de dividirem o mesmo espaço no final de 2015, as comunidade escolares dos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo terão espaço próprio, atendendo a pedidos dos pais de alunos e professores.

A Samarco apoiou a prefeitura na busca de um novo espaço e a escola de Paracatu de Baixo, com 63 alunos, funcionará no imóvel que até o ano passado abrigava a Escola Municipal Morro de Santana. Já os 95 estudantes de Bento Rodrigues ocuparão a Escola Municipal Dom Luciano no período da tarde.

A empresa contribuirá com mobiliário e equipamentos para as escolas e viabilizará o transporte dos alunos das duas comunidades até as unidades.

​​​​ ​
​​​​​​​​