Fundação Renova reúne seu Conselho Curador pela primeira vez
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

Fundação Renova reúne seu Conselho Curador pela primeira vez

15/08/2016 14:00

Em 11 de agosto, a Fundação Renova realizou sua primeira reunião. O Conselho será presidido por Wilson Nélio Brumer, administrador que, entre outras atividades, foi presidente do Conselho de Administração da Vale, Acesita, BHP Billiton, Cemig e Codemig, presidente executivo da Usiminas e secretário de estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (2003-2007). É de responsabilidade do Conselho fazer o planejamento anual e plurianual, os orçamentos, contratações e aprovar planos, programas e projetos da Fundação.

A Renova terá também um Conselho Consultivo, que funcionará como órgão de assessoramento, opinando sobre planos, programas e propostas de solução dos danos causados pelo rompimento da barragem. Farão parte dele representantes das comunidades impactadas, de instituições de ensino e pesquisas, membros indicados pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce (CBH-Doce), pelo Comitê Interfederativo e outras entidades.

A participação de setores da sociedade civil também é assegurada pelo Comitê Interfederativo, que funciona como instância externa e independente da Fundação, fazendo acompanhamento, monitoramento e fiscalização dos projetos executados. Dentre seus membros estão representantes do Ministério do Meio Ambiente, do governo federal, dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, dos municípios impactados, do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce e da Defensoria Pública da União. Também fazem parte do Comitê especialistas técnicos e auditorias independentes, por questões de transparência.

 

Corpo diretivo da Fundação Renova

A Fundação Renova foi criada após a assinatura do Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC) entre a Samarco, Vale e BHP Billiton e os governos federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo. A entidade será responsável pela condução dos programas de reparação e recuperação socioeconômica e socioambiental nas áreas impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão.

O biólogo e administrador Roberto S. Waack é o diretor-presidente da Renova. Com extenso currículo na área de sustentabilidade, Waack mantém longo relacionamento com organizações nacionais e internacionais da sociedade civil, entre elas a WWF Brasil, a Global Reporting Initiative (GRI), a Forest Stewardship Council (FSC), o Ethos e o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade.

Galib Chaim é o diretor de programas da Fundação. Engenheiro graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vagas (FGV), atuou na Vale entre 1979 e julho deste ano, quando encerrou suas funções na companhia no cargo de diretor executivo de projetos de capital.

​​​​​​​
​​​​​​​