Cronograma de recuperação ambiental é definido a partir de embasamento científico
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

Cronograma de recuperação ambiental é definido a partir de embasamento científico

10/01/2017 16:00

Está previsto para abril o término das ações de contenção e estabilização do sedimento depositado em 12 áreas dos rios Gualaxo do Norte, Carmo e Doce, nas regiões de Barra Longa e Mariana (MG). Essas áreas foram consideradas prioritárias de acordo com os estudos de caracterização dos solos no trecho impactado, concluídos em 2016. Os trabalhos também incluem o controle dos processos erosivos e a recuperação das calhas e margens. Para os demais pontos dos rios, a previsão de término é dezembro de 2017.

A recuperação integral das margens desses rios deve ser concluída até 2020. Todos os estudos fazem parte do embasamento científico do processo de recuperação, constituído por uma série de avaliações científicas e sociais que visam orientar a tomada de decisões relativas à remediação a médio e longo prazos. Esse trabalho integra o Plano de Recuperação Ambiental Integrado (PRAI) e é realizado em parceria com empresas especializadas em consultoria ambiental e com a supervisão dos órgãos competentes.

Fundação Renova

A Fundação Renova tem a missão de implementar e gerir os programas de reparação, restauração e reconstrução das regiões impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, localizada no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana, Minas Gerais.

O papel da Fundação é restaurar e restabelecer as comunidades e os recursos impactados pelo rompimento e também substituir ou compensar o que não é passível de remediação, sempre de forma eficiente, idônea, transparente e ética.

Saiba mais sobre a Fundação Renova