Soluções para retomada da pesca são discutidas em evento com especialistas
Comando para Ignorar Faixa de Opções Ir para o conteúdo principal

Soluções para retomada da pesca são discutidas em evento com especialistas

26/01/2017 15:00

O processo de retomada das atividades econômicas e produtivas relacionadas à pesca, aquicultura e extração de areia impactadas foi discutido durante o I Painel Técnico sobre Atividades Aquícolas e Pesqueiras, realizado no dia 19 de janeiro, em Belo Horizonte (MG). Organizado pela Fundação Renova, o evento reuniu representantes de diversas áreas para refletirem, de forma cooperativa, sobre possíveis alternativas para recomposição dessas atividades na região da bacia do Rio Doce.

“Valorizamos o diálogo e não acreditamos em respostas prontas. O encontro é um momento de aprendizado que possibilita que diferentes públicos envolvidos trabalhem em parceria na busca de soluções para essa questão tão complexa”, afirma Estaneslau Klein, que atua no Programa de Retomada das Atividades Agrícolas e Pesqueiras.

Trabalho multidisciplinar

Um dos principais desafios é integrar o trabalho de recuperação ambiental, que dará condições para retomada das atividades no rio. A proposta é estimular a aquicultura e a produção sustentável de peixes na região, respeitando e assegurando os modos de vida, interesses e vocações profissionais e produtivas do público diretamente impactado.

Estiveram presentes no encontro integrantes do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, da SEMAD-MG, do Sebrae MG, da UFMG, da Epamig, da Emater, entre outras entidades. No próximo mês, será realizada uma nova edição do painel, no Espírito Santo.

Fundação Renova

A Fundação Renova tem a missão de implementar e gerir os programas de reparação, restauração e reconstrução das regiões impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, localizada no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana, Minas Gerais.

O papel da Fundação é restaurar e restabelecer as comunidades e os recursos impactados pelo rompimento e também substituir ou compensar o que não é passível de remediação, sempre de forma eficiente, idônea, transparente e ética.

Saiba mais sobre a Fundação Renova
​​​